24 abr 2001 - 10h24

Para sempre a Majestade

O colunista Sérgio Tavares Filho também presta sua homenagem ao grande Caju em um texto especial: “Caju não morreu. Continuará sentado num cantinho da Baixada, com o radinho ligado e vendo as defesas de Flávio, ocupando um lugar que sempre será seu.” Para ler o texto, clique aqui. Não deixe de ler também a coluna escrita pelo editor Marçal Justen Neto, clicando aqui.



Últimas Notícias

Notícias

Adeus, professor Vadão

Hoje (25) à tarde faleceu Oswaldo Alvarez, o Vadão, que estava internado tratando um câncer no fígado. A notícia vem logo após um domingo nostálgico…

Memória

2002 COM MUITA PAZ

Na tarde do dia 23 de Dezembro de 2001, o Furacão conquistava o seu primeiro título nacional! A partida final, em São Caetano do Sul,…