27 abr 2001 - 10h47

Cápsula do Tempo é colocada no seu lugar definitivo

Uma cerimônia realizada em Nova York marcou o fim da exibição da cápsula do tempo. Ela continua no Museu de História Natural só que num lugar mais seguro. A cápsula tem o intuito de armazenar por mil anos diversos objetos representativos da era atual, colhido nos quatro cantos do planeta. Entre os objetos está a camisa do Clube Atlético Paranaense. A idéia foi do motorista Clóvis Gonçalves, que transpostava o correspondente do jornal americano The New York Times, criador da cápsula, em Curitiba. A diretoria do Atlético gostou tanto da idéia que propôs o ‘case’ Atlético 3000 – Paixão Eterna – . Como prêmio pela lembrança, Clóvis ganhou um título de sócio construtor da Arena da Baixada. A grande novidade é que uma família deverá cuidar da cápsula, que vai passar de geração a geração até a chegada do ano 3000. A foto ao lado mostra os visitantes no Museu e o invólucro, ainda em exposição.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

2020, como será?

Já estamos garantidos na Libertadores, Campeonato Brasileiro e Copa do Brasil, e qual será os objetivos para 2020? Libertadores é um destes objetivos, um sonho…

Brasileiro

Furacão segue subindo

Neste domingo, o Athletico recebeu o Botafogo na Arena da Baixada e garantiu mais uma vitória no Campeonato Brasileiro. O placar de 1 a 0,…