3 out 2001 - 22h07

Cinco contra um

O Atlético arrasou o Santa Cruz na noite desta quarta-feira em pleno Mundão do Arruda, em Recife. O rubro-negro goleou por 5-1 e assumiu a 4ª colocação no campeonato. Alex Mineiro marcou dois e foi o destaque do jogo.

Mesmo sem contar com Kléber, o artilheiro do time, o ataque atleticano mostrou qualidades e acabou com os tricolores pernambucanos.

Sentindo uma contusão no joelho, Kléber foi poupado. Em seu lugar, começou Ilan. Outra surpresa do técnico Geninho foi a escalação de Cocito desde o início, mesmo com a liberação de Pires. O volante jogou bem e anulou Luizinho Vieira, o destaque do Santa.

O Atlético começou a partida de modo inseguro, errando muitos passes. Mesmo assim, criou ótimas chances com Alex Mineiro e Ilan. O primeiro gol saiu somente aos 34 minutos. Alessandro apostou na falha do lateral-esquerdo Teci e chutou forte para marcar um belo gol.

O segundo tempo foi melhor ainda. Mais entrosado, o Atlético dominou completamente e criou várias chances. Aos 7 minutos, Fabiano invadiu a área pela esquerda e cruzou. O zagueiro Paulão tentou cortar e acabou mandando contra as próprias redes.

O Furacão mostrou o porquê do apelido e chegou ao terceiro gol quatro minutos mais tarde. Alex Mineiro recebeu passe de Ilan na meia-lua, cortou o zagueiro e chutou no canto oposto do goleiro Mauro. Aos 20, o gol mais bonito da partida. Ilan tabelou com Alex, recebeu na entrada da pequena área e tocou na saída do arqueiro.

Com o jogo praticamente definido, o técnico Geninho sacou o capitão Nem, colocando Igor. O Santa Cruz só ameaçou o Atlético aos 28, quando Roni descontou. Ele recebeu em posição legal dentro da área e bateu por cima de Flávio.

Aos 38 minutos, Alex Mineiro recebeu sozinho na área. Esperou a marcação, limpou a zaga por duas vezes e tocou no contrapé do goleiro, fechando o caixão do time coral. Ao final, a torcida do Santa vaiou o time, que fazia a estréia do técnico Muricy.

%ficha=189%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…