6 out 2001 - 3h11

Para manter a escrita

Há pouco mais de quatro meses, o rubro-negro conquistou o bicampeonato estadual justamente em cima do Paraná, que não vence o Furacão há três anos. O Atlético entra em campo na tarde de hoje com um pensamento único: vencer o Paraná. O Furacão pode acabar a rodada deste final de semana (com todos os jogos realizados no sábado) na segunda colocação do Campeonato Brasileiro. E é com este objetivo que o técnico Geninho pretente motivar o elenco rubro-negro. Além disso, o Tricolor está engasgado na garganta dos jogadores

Na final do Paranaense foram três empates, mesmo com o Atlético dominando todos os jogos. “Vou querer ganhar a partida de qualquer jeito”, disse o capitão Nem, retratando bem o pensamento de todo o elenco. A torcida também não pensa de modo diferente: quer fazer a festa ganhando do time das Vilas.

O time será o mesmo que goleou o Santa Cruz no meio de semana, à exceção do meia Souza. O jogador levou o terceiro amarelo e dará lugar a Adriano, que volta a vestir a camisa 8. Cocito e Ilan, antes reservas, foram mantidos no time titular. O volante parece ter ganho definitivamente a posição de Pires, enquanto que Ilan volta a jogar em função de Kléber não ter se recuperado de uma lesão no joelho.

No adversário, a preocupação parece ser para garantir ao menos um empate. O técnico Bonamigo deve escalar três volantes (Hélcio, Fernando Miguel e Fredson) para conseguir brecar o ataque do Furacão, que marcou 8 gols nos dois últimos jogos, ambos fora de casa. O desfalque paranista será o zagueiro Ageu, que dará lugar para Roberto.

ATLÉTICO
Flávio; Rogério Corrêa, Nem e Gustavo; Alessandro, Cocito, Kleberson, Adriano e Fabiano; Alex Mineiro e Ilan. Técnico: Geninho.

PARANÁ CLUBE
Marcos; Flávio Santos, André, Roberto e Cris; Hélcio, Fernando Miguel, Fredson e Lúcio Flávio; Márcio e Maurílio. Técnico: Paulo Bonamigo.

Estádio: Joaquim Américo
Horário: 16h00
Árbitro: Héber Roberto Lopes



Últimas Notícias

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…