28 out 2001 - 19h50

Que beleza, Furacão!

Não foi tão complicado. O Atlético venceu o Botafogo-SP por 2 a 0 e assumiu a terceira colocação no Campeonato Brasileiro. Com o resultado o time do técnico Geninho completou dez partidas sem perder.

O primeiro tempo foi truncado e com muitos cartões amarelos distribuídos pelo árbitro Alício Pena Junior. Fabiano (terceiro), Gustavo, Adauto e Kleberson, no lado do Atlético e Chicão, Adiel e Henrique pelo lado do Botinha.

Quem esperava um Atlético ofensivo na primeira etapa, teve que se contentar com poucos ataques e com a falta de criatividade do meio campo. Kleberson e Souza, bem marcados, não conseguiam fazer com que a bola chegasse em Adauto e Ilan. No Botafogo-SP, apenas duas chances de gol. Flávio, bem colocado, salvou nas duas oportunidades.

No intervalo, Geninho chamou a atenção dos jogadores que entraram determinados em vencer. E logo aos quatro minutos, Souza caprichou no passe para Ilan que só teve o trabalho de concluir na saída do goleiro Maurício. Foi o terceiro gol de Ilan com a camisa do Atlético. Logo em seguida, o atacante recebeu o terceiro cartão amarelo e vai desfalcar o time contra o Goiás na próxima rodada. Cauteloso, Geninho sacou Ilan e colocou Adriano.

O técnico Artur Neto tentou modificar o panorâma do jogo substituindo Marcos Denner por Paulinho. Só que quem continuou atacando foi o Atlético e numa jogada individual Adauto fez o segundo, para desespero dos torcedores do Botinha. O gol de Adauto foi o 41º do Atlético no brasileiro – o melhor ataque da competição.

Após o gol, Adauto foi substituído por Dagoberto, que fez a estréia na equipe principal. O garoto de 18 anos chutou uma bola na trave depois de receber um passe de Souza.

Quase no fim do jogo, Chicão, do Botafogo-SP, foi expulso após uma falta violenta em cima de Fabiano. O Atlético está completando cinqüenta dias sem perder (a última derrota foi no dia 09.09 para o Fluminense) e agora enfrenta o Goiás, no próximo domingo, na Arena da Baixada.

%ficha=194%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…