9 nov 2001 - 17h41

Kleber mais perto dos 100 gols

O atacante Kleber está a três gols de entrar mais uma vez para a história do Clube Atlético Paranaense. Com os três gols da última partida, Kleber se equivaleu ao ídolo atleticano Paulo Rink, em gols marcados pelo Campeonato Brasileiro, 13 no total.

Agora, resta a ele balançar as redes adversárias por mais três vezes para marcar seu 100.º gol pelo rubro-negro. E isso não está difícil de acontecer. Se Kleber continuar com a média de 0,76 gols por partida disputada, os torcedores podem começar a comemorar. Em 146 jogos ele já marcou 97 gols.

“Receber elogios dos que conheceram o Paulo Rink, comparando meu jogo com o dele e isso pra mim é muito bom. Pretendo agora quebrar este recorde e dar o campeonato pro Atlético”, disse o artilheiro que não conheceu Paulo Rink, mas que jogou contra ele, quando o maranhense ainda atuava pelo Moto Clube.

Outro recorde que Kleber está próximo de quebrar é o de maior artilheiro do Atlético Paranaense. Hoje quem ostenta a faixa é o ex-jogador Sicupira, com 156 gols. Restam ao atacante 59 gols para se equivaler a outro grande ídolo rubro-negro.

“Tenho consciência da minha resposnabilidade. O Sicupira deixou uma história aqui no clube e muita saudade que eu também espero deixar. Ainda tem muita coisa ainda pra eu chegar onde ele chegou e o que ele fez pelo Atlético. Mas eu vou em busca disso aí, de quebrar recordes”, contou

Hoje o artilheiro do campeonato é o atacante Washington da Ponte Preta, com 17 gols, seguido de Romário, do Vasco, com 15. O atacante Kléber está na terceira posição ao lado de Marques do Galo, com 13 gols.

Na briga pela Chuteira de Ouro depois de liberar o ranking desde o início do ano, Kleber deixou a liderança nesta última rodada do campeonato, mas promete voltar e incomodar os adversários.

“Temos que brigar por algo que a gente quer. Se eu cheguei até aqui tenho que batalhar e lutar pra me manter na liderança e se Deus quiser vou continuar”, falou e disse.



Últimas Notícias

Notícias

Valeu, menino Rony!

Os olhos marejados não me deixavam apreciar o momento. A explosão em uma das maiores conquistas que já vivi, me faziam apenas ouvir um nome:…