15 nov 2001 - 0h01

Quebra-cabeça atleticano

Os jogadores do Atlético voltaram aos treinamentos após a vitória contra o Sport. O time se prepara para enfrentar o Gama, em Brasília. Para a partida, o treinador Geninho continuará a conviver com o fantasma dos desfalques. Mais da metade da formação titular não deve entrar em campo em busca dos três pontos.

“Vamos remendar a equipe e confiar no grupo para conseguir os três pontos para classificar entre os quatro primeiros colocados”, afirmou Geninho.

A maior preocupação do técnico atleticano é a defesa, já que os seis jogadores que preocupam compõem o setor. O goleiro Flávio, os zagueiros Gustavo e Nem e o volante Cocito são desfalques certos. Os quatro receberam o terceiro cartão amarelo e cumprirão suspensão automática.

O zagueiro Rogério Corrêa não participou do último jogo do Atlético devido a uma contratura na coxa direita. O jogador realizou o tratamento durante a semana e está recuperado. Basta apenas um treino com bola para aprovar as
condições do atleta.

“Clinicamente o Rogério está recuperado. Vamos esperar o treinamento para ver se ele não sente nada para depois pode liberá-lo”, explicou o médico Henrique Carvalho.

O lateral-direito Alessandro voltou da Seleção Brasileira e já se juntou ao grupo. Porém, o jogador se apresentou com uma forte amidalite que deve deixá-lo de fora do jogo contra o Gama.

O ponto positivo é a volta do meia Kléberson (foto) após ter cumprido a suspensão pela expulsão contra o Juventude. Foi a primeira vez na competição que o jogador ficou de fora de uma partida. Anteriormente, Kléberson havia participado de todos os jogos em tempo integral.

Somente após o treino desta sexta-feira o treinador Geninho vai definir a equipe que entrará em campo para enfrentar o Gama.

Fonte: Assessoria do Clube Atlético Paranaense



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…