27 nov 2001 - 21h13

Colcha de retalhos

Flávio; Alessandro, Gustavo, Nem, Rogério Corrêa e Fabiano; Cocito, Kleberson e Souza; Kléber e Alex Mineiro. Calma, torcedor. Ainda não será neste domingo que você terá a oportunidade de ver novamente estes 11 jogadores com a camisa do Atlético. Considerada ideal por Geninho e pela torcida, esta escalação não vem ocorrendo em função de suspensões e contusões.

Contra o Vitória, no próximo dia 2, o Atlético não terá sequer um setor completo, entre defesa, meio e ataque. O técnico ainda não anunciou a equipe, mas o Atlético pode ser o seguinte: Flávio, Alessandro, Gustavo, Igor, Rogério Corrêa e Ivan; Cocito, Kleberson e Adriano; Ilan e Dagoberto.

O capitão Nem está com o pulso quebrado e torceu o joelho direito. Além disso, tem dois cartões amarelos e pode ser poupado pela comissão técnica. Fabiano levou o terceiro e será substituído por Ivan.

O meio-campo também não está livre dos problemas. Apenas o volante Cocito está garantido. Souza não joga há 20 dias e provavelmente não tenha condições de suportar os 90 minutos. Adriano tem dois amarelos e é outro que pode ser poupado. Assim, Rodriguinho e Geraldo ficam de sobreaviso.

No entanto, a situação mais preocupante é a do ataque. Os titulares Kléber e Alex Mineiro cumprem a suspensão automática em função das expulsões. O reserva imediato Adauto levou o terceiro amarelo. Ilan, mesmo recém-recuperado de uma contusão, está confirmado.

O outro atacante, a princípio, será o jovem Dagoberto, de apenas 18 anos. Ele já jogou no segundo tempo contra o Botafogo de Ribeirão Preto e foi bem. “A dúvida no ataque é quem será o companheiro do Ilan. Durante os treinos da semana, eu vou decidir quem entra jogando, se Sérgio Lobo ou Dagoberto”, disse o técnico Geninho.

Há uma hipótese improvável, mas ainda não descartada: o avanço de Adriano para o ataque, com a entrada de Souza ou Rodrigo na meia-cancha. Essa opção não deve ser usada no início da partida, mas pode ser adotada durante a partida, dependendo das necessidades do time.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…