2 dez 2001 - 21h35

Que beleza, Furacão!

Depois de vencer o Vitória por 4 a 2 e ser beneficiado pela derrota do xará mineiro, o Furacão terminou a primeira fase do Campeonato Brasileiro como a segunda melhor equipe. Com 51 pontos o Atlético joga a próxima partida contra o São Paulo, na quarta-feira, na Arena da Baixada.

Os jogos das quartas e semifinais serão disputados numa só partida. O Atlético leva a vantagem de poder empatar no tempo normal e na prorrogação – as disputas de pênaltis foram abolidas do torneio.

Os ingressos para o jogo contra o São Paulo já estão à venda na Arena da Baixada. Os preços são os mesmos cobrados na fase anterior: a arquibancada custará R$ 15, a meia entrada para mulheres, crianças e estudantes com carteirinha custará R$ 10. No setor das cadeiras os preços serão os seguintes: cadeira simples R$ 50, cadeira executiva R$ 80 e camarote R$ 100. As bilheterias do Estádio Joaquim Américo estarão abertas a partir das 10 horas e fecharão às 18 horas.

A expectativa é de quebra de recorde de público na Arena. Passando pelo São Paulo o Atlético enfrenta, também em casa, Fluminense ou Ponte Preta.

O jogo

O Atlético teve total controle da partida. Mesmo sem vários titulares, o Furacão partiu para o ataque e logo aos 3 minutos, numa falha da zaga baiana, Marcos marcou contra.

O rubro-negro continuou no ataque e por pouco Ilan não aumentou. Só que aos 20 minutos, Leílton cruzou da esquerda, Flávio não saiu do gol e Osmanovic completou de cabeça.

O gol serviu para o Atlético acordar na partida. Quatro minutos depois, Adriano recebeu de Kleberson e, na entrada da área, bateu no canto esquerdo para fazer o segundo atleticano.

Já no segundo tempo, logo aos 2 minutos, Adriano marcou mais um. Desta vez de cabeça. Aos 28, Gabiru ia marcando um golaço mas foi seguro pelo goleiro baiano dentro da área. Pênalti que Kleberson cobrou e fez o quarto gol do Furacão.

Numa disputa de bola o atacante Ilan foi agredido pelo jogador Leandro com uma cotovelada. O atleticano não chegou a revidar, mas mesmo assim o árbitro da partida expulsou os dois jogadores, prejudicando o Atlético.

No finzinho, Vitor diminuiu e deu número final aos placar: Vitória 2 a 4 Atlético.

%ficha=201%



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…