30 jan 2002 - 20h45

Empate heróico!

Atlético Mineiro e Atlético Paranaense empataram em 2 x 2 em jogo da Copa Sul-Minas realizado na noite desta quarta-feira no estádio Independência, em Belo Horizonte. Com o resultado, o Furacão foi para quatro pontos, enquanto que o Galo continua sem vencer e tem somente um ponto.

Se o primeiro tempo teve poucas emoções, a etapa final foi dramática, especialmente em seus últimos dez minutos. O Galo começou jogando melhor e foi o protagonista da primeira etapa. O time quase abriu o marcador com uma cabeçada de Guilherme na qual a bola tocou a trave direita de Flávio, que ficou parado no lance.

O time teve outra chance boa em cobrança de falta de Ramon, que tocou o travessão. O marcador foi aberto somente aos 40 minutos. Depois de uma cobrança de escanteio, a marcação do Atlético falhou e Rodrigo ficou livre para dominar. De fora da área, o meia ajeitou e mandou uma bomba, à esquerda de Flávio, que nada pôde fazer.

As chances do campeão brasileiro pareciam ter sido dizimadas com a expulsão de Cocito logo aos 5 minutos do segundo tempo. Os paranaenses reclamaram de que Cleison havia cometido uma falta não marcada no lance em que acabou originando a expulsão do volante rubro-negro.

Depois disso, o Galo passou a pressionar e dominou o jogo durante 30 minutos. O time de Levir Culpi teve várias chances para ampliar o marcador, mas parou em boas defesas de Flávio. Ramon chegou a sofrer um pênalti, mas o árbitro Fabiano Gonçalves não marcou e deu falta ténica para o time paranaense. A única boa chance do Atlético-PR ocorreu em um chute prensado de Kléber, que exigiu ótima defesa de Velloso.

Aos 28 minutos, Ramon tabelou com Guilherme e ficou livre na área para bater na saída de Flávio. Depois do gol, o técnico Geninho colocou em campo o lateral Luisinho Netto e o atacante Ilan, tentando buscar o empate. Aos 36 minutos, Rogério Corrêa descontou em uma bela cabeçada.

Aos 44, Alex Mineiro fez boa jogada na linha de fundo e passou para Ilan que cruzou para trás. Kléber dominou na pequena área e desviou de Velloso, marcando seu centésimo gol pelo Atlético. Nos últimos quatro minutos, o Galo esteve à pique de marcar o terceiro em pelo menos quatro oportunidades. Em duas delas, zagueiros do Furacão salvaram em cima da linha do gol.

Foto interna: Jorge Gontijo



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…