11 mar 2002 - 16h49

A HORA DA VERDADE

Na altitude de La Paz, cidade 3.600 m acima do nível do mar, o Atlético-PR enfrenta o Bolívar, nesta terça-feira à tarde, em busca da “sobrevivência” na Taça Libertadores da América.

Uma derrota eliminará o time paranaense, que segue sem o atacante Alex Mineiro, principal destaque das finais do Campeonato Brasileiro de 2001. O jogador está afastado dos gramados há 15 dias devido a uma lesão no púbis.

O Atlético ainda não venceu na competição e é o último colocado do Grupo 4, com um ponto. Em três partidas, obteve um empate e duas derrotas.

Uma vitória nesta terça deixaria o time dirigido pelo técnico Geninho em boas condições de lutar pela classificação na reta final da primeira fase. Se conseguir um empate, ainda terá chances matemáticas, mas dependerá de fracassos do time boliviano nas partidas seguintes.

Barrados pelo treinador, o ala-direito Alessandro e o atacante Kléber deverão ficar no banco nesta terça. O volante Cocito é dúvida. Ele sente dores na perna direita por causa de uma pancada sofrida na panturrilha e poderá dar lugar a Flávio Luiz.

BOLÍVAR: Machado (Fernández); Ribeiro, Sánchez, Sandy, Ligori, Colque; Ferreira, Tufiño, Guiguerbis; Galindo e Botero.
Técnico: Vladimir Soria

ATLÉTICO: Flávio; Gustavo, Nem e Rogério Correia; Luizinho Neto, Cocito (Flávio Luiz), Fabiano, Kléberson e Adriano; Ilan e Dagoberto.
Técnico: Geninho

Local: Estádio Hernando Silles, em La Paz (Bolívia)

Horário: 20h (horário de Brasília)

Juiz: Byron Moreno (Equador)

Fonte: Ag. Folha – Fotos: TudoParaná



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…