19 maio 2002 - 21h11

Opinião: “O Coritiba foi incompetente”

Se o time do Coritiba tivesse um pouco mais de nível, fazia uns 3-0 no Atlético. Não consigo colocar a culpa no árbitro pelo resultado da partida – apenas contesto o pênalti sobre o Adriano, só! – e sim no péssimo futebol apresentado pelo atual Campeão Brasileiro.

O Atlético já entrou em campo disposto a revidar com violência sem ao menos ter sido provocado. As imagens deixam claro que os jogadores do rubro-negro deixavam a perna ou chutavam a canela do adversário sem a menor necessidade. Aceitaram as supostas declarações de que o clássico seria violento e foram pro abate.

Não admito que jogadores infantis como Flávio Luís e Rogério Corrêa, sejam os comandantes do time. O primeiro só apareceu na partida para ser expulso, enquanto que Corrêa safou-se de levar o vermelho por pouco.

No plano tático, Geninho foi infeliz. Começar com Cocito – que continua pensando que é craque – Flávio Luís – o pior em campo – e Reginaldo Vital, é perder em criatividade. Nenhum sai bem para o jogo e quando partem em direção ao gol, abrem um enorme espaço para o contra-ataque. No meio, Adriano ainda não aprendeu a se livrar da marcação. É só colocar alguém fixo no gabiru, que a válvula de escape atleticana definha.

O resultado saiu barato pelo futebol apresentado pelo Atlético. Parecíamos aquele time de maio de 95, que foi goleado por 5-1 e que causou a revolução do Petraglia. Sorte que os “coxas” não são mais os mesmos.

Sérgio Tavares Filho
Jornalista e integrante da Equipe Furacao.com
sergio@furacao.com



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vamos, Ó Meu Furacão…

O Athletico vive situação delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. A equipe buscava reagir – eram oito jogos sem triunfos (três empates e cinco…

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…