25 maio 2002 - 17h35

DEU PRO GASTO

Atlético e Iraty empataram em 0 x 0 em jogo disputado neste sábado na Arena da Baixada. O frio rigoroso de Curitiba espantou muitos torcedores do estádio. Os poucos heróis que tiveram coragem de sair de campo para dar apoio ao Furacão tiveram de sofrer com o nível do futebol apresentado.

O Iraty claramente jogava para não perder. O time estava satisfeito com o empate e em nenhum momento tentou vencer para chegar à final do Supercampeonato Paranaense. “Ficamos satisfeitos. Fomos eliminados, mas somos a quarta potência do Paraná”, diria um jogador do Azulão ao final do jogo, demonstrando bem qual o espírito do time do interior.

O primeiro tempo foi sofrível. Alessandro e Fabiano pouco atacaram, enquanto que Dagoberto e Alex Mineiro pareciam não se entender no ataque. Adriano era o único que tentava criar alguma jogada perigosa, mas não estava em dia inspirado.

A melhor chance foi justamente no último lance. Adriano fez ótimo cruzamento da esquerda e Alex, dentro da pequena área, cabeceou para o chão. A bola quicou e passou por cima do travessão.

Esse foi o último lance do atacante no jogo. O time voltou para o segundo tempo com Kléber em seu lugar. Logo no início, o rubro-negro criou boas oportunidades. Igor e Rogério Corrêa, em lances de escanteio, quase marcaram, mas o goleiro e a defesa salvaram.

Kléber ainda chegou a acertar uma cabeçada no travessão e foi só. Depois disso, Rodriguinho ainda entrou no lugar de Dagoberto, mas o time não produziu nada.

Nos últimos minutos, o Iraty tocou a bola no ataque e chegou a assustar uma parte da torcida.

O apito final veio misturado às vaias e aos gritos de protesto do torcedor atleticano. “A torcida tem todo direito de reclamar. Se fosse um time um pouco mais forte, poderíamos estar de fora da final agora”, disse Kléber, explicando o que foi o jogo.

O técnico Riva disse que o time não estava empolgado e em nenhum momento partiu para cima do adversário. Segundo ele, a falta de vontade foi originada também pela postura defensiva do Iraty. De qualquer modo, o resultado foi suficiente para classificar o Furacão para a final do SuperParanaense.

Ao contrário dos dois últimos anos, o Atlético entrará em desvantagem na final. O primeiro jogo será na próxima quarta, na Baixada. No domingo, a finalíssima será disputada no Couto Pereira ou na Vila Capanema.



Últimas Notícias

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…