5 jul 2002 - 19h17

Riva esconde a escalação do rubro-negro

Escalação somente dez minutos antes do time entrar em campo. Esta é a proposta do técnico Riva de Carli para dificultar um pouco o trabalho do técnico Jair Picerni. Atlético e São Caetano disputam uma partida de vida ou morte, ou melhor, quem vencer ainda luta por uma vaga na fase seguinte e quem perder está desclassificado e apenas disputará o jogo da última rodada para cumprir tabela.
A delegação atleticana está encarando o jogo com muita seriedade. Ninguém no grupo quer repetir a atuação do confronto contra o Flamengo e muito menos o resultado negativo da estréia. Para isso, as poucas oportunidades de treino foram utilizadas para acertar os detalhes na forma de conversa entre comissão técnica e elenco e trabalho de posicionamento.

“Nós temos que esquecer o jogo que passou e pensar apenas em vencer o São Caetano. Será um confronto muito difícil porque ambas as equipes precisam do resultado positivo. Eu espero que o Atlético realize uma boa atuação e que nós possamos sair de campo com os três pontos”, disse Alex Mineiro.

O segredo do treinador Riva pode ser em relação ao posicionamento do próprio atacante que atuou como meia na estréia. Após a derrota para os cariocas, o técnico atleticano declarou como ponto negativo a falta de criatividade no meio campo, fato que dificultou a criação das oportunidades de gol.

Quem pode ganhar uma chance no time com a nova proposta de Riva é o jogador Rodriguinho. O meia pode ser o substituto de Dagoberto. Desta forma Alex Mineiro seria “empurrado” para o ataque formando a dupla com Kleber.

Após o último treino no Estádio do Ceará, equipe local, o técnico Riva evitou conversar sobre a escalação titular. A única mudança que o treinador rubro-negro confirmou foi na forma de jogar do time. Segundo Riva, os jogadores vão ter uma evolução em comparação a forma de atuar do jogo contra o Flamengo.

“A mudança certa é a atitude do time. Nós vamos entrar em campo determinador a ir para cima do adversário e busca o resultado positivo de qualquer forma. Nós não podemos de jeito algum repetir a atuação da estréia”, afirmou o comandante do Atlético.

Fonte: Site oficial do Atlético



Últimas Notícias

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…