11 jul 2002 - 9h58

Contra-ataque será arma atleticana

Um técnico de futebol para obter sucesso no comando de uma equipe precisa saber explorar as principais qualidades dos jogadores e do grupo. O treinador atleticano Riva de Carli e os integrantes da comissão técnica trabalham diariamente nos treinos estes fundamentos.
Cada auxiliar técnico é responsável em trabalhar os fundamentos dos atletas especificamente na posição em que atuam. No setor defensivo, o auxiliar Vinícius Eutrópio treina com os zagueiros o “corte” de cabeça das bolas cruzadas na área. Já o auxiliar Lio trabalha os arremates à gol de longa e curta distância.

O parte tática do elenco fica por conta do técnico Riva de Carli. Sabendo da necessidade de vitória frente ao Goiás e possivelmente por uma boa vantagem de gols, o treinador ensaiou a saída em velocidade dos jogadores. Riva acredita que os contra-ataques serão fundamentais para o Atlético chegar ao resultado positivo.

“O contra-ataque é uma arma muito boa para as equipes que sabem utilizar. Nós estamos treinando diariamente para na hora do jogo poder aproveitar as oportunidades e marcar os gols para chegar a vitória”, explicou o técnico rubro-negro.

A “puxada” do contra-ataque será uma responsabilidade dos jogadores Rodrigo pelo lado esquerdo e Dagoberto pelo direito. O dupla de ataque Alex Mineiro e Kleber estará preparada para se posicionar na área e concluir com eficiência.

“Nós estamos sintonizados para aproveitar o máximo os contra-ataques. Eu espero que os treinos se transformem em resultado no placar”, disse Dagoberto.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Atlético



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…