19 jul 2002 - 20h30

As novas caras do Atlético

As novas caras do Atlético estão surgindo. A comissão técnica rubro-negra promoveu a ascensão de três jogadores com idade para atuar na categoria juniores. O volante Allan Bahia, o meia David e o atacante Fabinho são os novos integrantes do elenco profissional.

Os três novatos entre um grupo cheio de jogadores conhecidos nacionalmente ainda estranham um pouco o novo ambiente de trabalho. Durante os treinos, o trio realiza as atividades sempre juntos ou na companhia de um ex-colega da categoria juniores. O lateral esquerdo Ivan, o goleiro Kleber, o volante Juliano, o meia Rodrigo e o atacante Dagoberto passaram por situação semelhante no passado.

Porém, se depender do jogador Dagoberto, o clima de novidade deve acabar logo. O atacante está fazendo as honras da casa e é uma espécie de padrinho dos ex-colegas de juniores. Sempre junto, o garoto que já conquistou o seu lugar no elenco principal trata de dar força aos novos companheiros de profissional.

“Eu passei pela mesma situação quando fui promovido para a categoria profissional. A comissão técnica e os jogadores mais velhos tratam você muito bem, mas nada como uma amizade antiga para dar uma força complementar na adaptação”, explicou Dagoberto.

O empenho de ajudar os companheiros e amigos de quarto, os quatro jogadores moram no CT do “Cajú”, é tanto que Dagoberto assumiu o papel de apresentador. Em entrevista a um repórter de rádio, o atacante fez vários elogios ao futebol dos recém promovidos e avisou a torcida que no futuro os jogadores serão titulares das respectivas posições.

“Chegar no grupo principal é uma recompensa após ter realizado um bom trabalho no juniores. Eu tenho certeza que os três estão somando ao grupo e vão ser muito importantes na caminhada durante o Campeonato Brasileiro”, afirmou.

“A oportunidade é muito boa. Eu, o David e o Fabinho vamos fazer de tudo para agarrar com unhas e dentes. Nós estamos determinados a ajudar o Atlético”, disse o “novato” Allan Bahia.

O técnico Riva de Carli também deixou clara a satisfação de ter os três jogadores no grupo. Para o treinador, o trio não chegou para apenas para completar, mas para somar com garra, juventude e força de vontade.

“O Lío (ex-técnico da categoria juniores) falou muito bem dos três. Eu espero que eles correspondam de forma a ajudar o elenco durante a disputa do Campeonato Brasileiro”, concluiu Riva.

Fonte: Assessoria de Imprensa do Atlético Paranaense



Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…

Fala, Atleticano

Planejamento

Alguns equívocos sucederam a saída de Thiago Nunes da equipe principal, razão pela qual da queda brutal no desempenho em campo, este recuperado parcialmente para…