17 ago 2002 - 18h09

KLÉBER ACABA COM O VASCO

No embalo da goleada sobre o Bahia na última quarta-feira, o Atlético venceu bem o Vasco de Ramón por 2 x 1 e segue rumo à classificação entre os 8 melhores do Brasileirão.

A partida começou a mil. Logo no primeiro minuto, Kleberson tocou para Adriano que foi derrubado dentro da área. Antes da cobrança da penalidade a torcida atleticana gritou o nome de Kleber, mas de nada adiantou. O maranhense chutou forte no travessão de Hélton e frustrou a massa rubro-negra.

A perda do pênalti não abalou o rubro-negro, que continuou jogando um bom futebol. Porém, as melhores chances foram do Vasco. Aos 11 minutos Ramón cobrou falta no ângulo direito de Adriano Basso, que realizou excelente defesa e cedeu escanteio ao time carioca. Na seqüência do lance, o atacante vascaíno Souza perdeu um gol feito dentro da pequena área atleticana.

Mas a melhor chance do Vasco aconteceu aos 35 minutos, quando Siston, depois de tabelar com Souza, invadiu a área atleticana e carimbou a trave de Adriano Basso.

Quando o primeiro tempo estava por acabar, Fabiano realizou boa jogada no ataque, na sobra da jogada o matador Kléber não titubeou e mandou para o fundo das redes vascaínas. Logo após o gol o árbitro encerrou a primeira etapa.

Já no início do segundo tempo, aos 3 minutos, Siston arriscou de fora da área e Adriano Basso aceitou, fazendo a festa da pequena torcida carioca presente na Arena da Baixada.

Para alegria dos torcedores rubro-negros, a festa deles durou pouco. Cerca de 3 minutos depois, em jogada pelo lado direito do ataque atleticano, o pentacampeão Kleberson cruzou na cabeça de Kléber, que marcou um bonito gol.

O gol animou os 16.200 atleticanos que compareceram à Baixada e empurrou ainda mais o Furacão. Várias boas chances de gols foram criadas, mas o maior volume de jogo não se transformou em gol.

No final da partida, o goleiro Adriano Basso se redimiu da falha no gol e salvou o Atlético do empate ao pular com segurança e tirar a bola dos pés de Andrezinho.

Com a vitória sobre o Vasco, a equipe atleticana subiu para os 6 pontos e deverá figurar entre os 4 primeiros do Brasileirão, dependendo dos resultados do domingo. O próximo compromisso do Furacão será na quarta-feira, contra o Vitória, em Salvador.

FICHA TÉCNICA
Estádio: Joaquim Américo
Árbitro: Alício Pena Júnior (MG)
Gols: Kléber, aos 46min do primeiro tempo; Siston, aos 3min do segundo tempo e Kléber, aos 6min do segundo tempo.
Cartões Amarelos: Léo Lima, Haroldo e Emerson (V); Alan Bahia, Dagoberto e Rodrigo (A)
Atlético: Adriano Basso; Alessandro, Rogério Corrêa, Igor e Fabiano; Alan Bahia, Preto (Rodrigo), Kleberson e Adriano; Kléber e Dagoberto (Jadílson). Técnico: Valdir Espinosa 
Vasco: Hélton; Wellington, Geder, Emerson e Jorginho (Andrezinho); Bruno Lazaroni, Haroldo, Léo Lima, Ramon (Rodrigo Souto) e Siston (Washington); Souza. Técnico: Antônio Lopes

Fotos: Gazeta do Povo



Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…

Fala, Atleticano

Planejamento

Alguns equívocos sucederam a saída de Thiago Nunes da equipe principal, razão pela qual da queda brutal no desempenho em campo, este recuperado parcialmente para…

Fala, Atleticano

O pior Atletiba que eu vi

Olha, foi “tenso” assistir o Clássico… Sóbrio , ver o jogo, nem pensar… Jesus, que “Show de Horrores” !!!! Uma equipe, tentando jogar apesar de…