23 ago 2002 - 7h21

Demorou, mas Cocito renovou com o Atlético

Acabou em final feliz a novela da renovação de contrato do volante Cocito com o Atlético. Ontem, o jogador assinou com o clube por mais um ano, já pode voltar a treinar com os demais companheiros e na partida contra o Palmeiras ele fica à disposição do técnico Valdir Espinosa.

Com mais esse reforço, o clube fecha o ciclo de contratações para o Campeonato Brasileiro.

Com contrato até o dia 31 de julho, as negociações vinham se arrastando desde o mês passado. Tanto Cocito quanto o zagueiro Gustavo (que renovou na semana passada) esperavam uma valorização pela conquista do título de campeão brasileiro de 2001. No entanto, a grave crise pela qual passa o futebol mundial fez com que o clube não aceitasse reajustar seus salários, propondo até cortes no orçamento. Cede daqui, cede dali e as duas partes chegaram a um consenso nesta semana.

“Eles melhoraram um pouquinho a proposta e para não ficar parado preferi aceitar”, revelou ontem a O Estado. De acordo com Cocito, sua saída do clube ficou difícil porque a diretoria só aceitava vender direitos federativos do jogador. “Eles não tinham interesse em me emprestar e, no momento, achei melhor continuar no clube”, apontou o volante.

Agora, de contrato novo, é só aguardar uma oportunidade de Espinosa para poder estrear no Brasileirão. “Ontem (quarta-feira), eu fiz um treino coletivo com os juniores e como estava mantendo o condicionamento físico no clube estou pronto para jogar”, contou. Com Cocito à disposição, o Atlético só volta às compras se conseguir negociar o meia Kleberson ou se aparecer um grande jogador no mercado que caiba no orçamento rubro-negro.

Fonte: Paraná-Online



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…