28 ago 2002 - 23h10

Foi um sufoco, mas valeu a pena!

Realmente, nada é fácil para o Atlético. Apesar de jogar muito mais que o Palmeiras durante quase toda a partida, o torcedor rubro-negro sofreu com os inúmeros gols perdidos.

Os cardiologistas deviam vetar a entrada de pessoas com problemas do coração nos jogos do Furacão, pois por pouco o Palmeiras não empatou a partida no final. O lance mais incrível do ataque atleticano aconteceu com Jadílson, que invadiu a área, driblou o goleiro Marcos e chutou para fora, perdendo a chance de “acabar” com a partida.



Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…