3 set 2002 - 22h30

ESSA DUPLA ESPERA POR VOCÊ

O Atlético Paranaense tem mais um desafio nesta quarta-feira: encarar o Botafogo, do técnico Abel Braga. Os dois times só conheceram uma derrota no Campeonato Brasileiro – justo na primeira rodada.

Nos últimos cinco jogos, o Furacão venceu quatro e empatou um, ocupando a terceira colocação na tabela de classificação, com 13 pontos. Já o Botafogo vem de três empates e duas vitórias nas últimas cinco partidas. O time ocupa a 13ª posição na tabela com nove pontos ganhos.

O Atlético mantém 100% de aproveitamento dentro de casa (venceu Bahia, Vasco e Palmeiras), enquanto que o Botafogo tenta a segunda vitória fora de casa (a primeira ocorreu justamente na Arena da Baixada, quando o time carioca enfrentou o Figueirense).

Para o técnico Abel Braga, “o Atlético é o melhor time do campeonato no momento e já é dado como favorito nesse jogo. Só que eles não encontrarão a mesma facilidade que tiveram em São Paulo (venceram o Corinthians, sábado, por 3 x 0)”.

Abel promoverá o retorno do atacante Lúcio, pois o time foi muito defensivo contra o Gama (vitória de 1 x 0), quando atuou com apenas um atacante. Lúcio deverá entrar na vaga de Esquerdinha ou Camacho para fazer dupla com Ademílson, artilheiro da equipe na competição com quatro gols.

O time carioca tenta derrubar três tabus neste jogo. Em primeiro lugar, o time perdeu as quatro últimas partidas que disputou contra o Furacão em Brasileiros, em 1998, 1999, 2000 e 2001. Além disso, não vence o Atlético-PR, em Curitiba, há 25 anos. Para completar, o Alvinegro não ganha do time que detém o título brasileiro desde 1987, quando bateu por 2 x 0 o São Paulo, no Morumbi.

Com tantos tabus a seu favor, o Atlético do vice-artilheiro Kléber – tem seis gols no Brasileiro -, só pensa na vitória. No time do pentacampeão do mundo Kleberson, um dos mais animados é o lateral-esquerdo Fabiano, que já marcou três gols na competição.

“Estou na melhor fase da minha carreira”, disse Fabiano. O jogador não se cansa de falar sobre o belo gol marcado contra o Corinthians. “Parti com a bola do meio, consegui passar pelos adversários e tive a felicidade de acertar o chute”, descreveu.

O lateral revelou que seu faro de artilheiro não surgiu de uma hora para outra e que a mudança de esquema tático (do 3-5-2 para o 4-4-2) o privilegiou. “Com três zagueiros, eu tinha que ficar mais pela lateral e só aparecia no ataque em jogadas pela linha de fundo”, disse.

Ficha Técnica

ATLÉTICO x BOTAFOGO

Data: 04/09/2002 (quarta-feira)
Local: Arena da Baixada
Horário: 20h30min

Juiz: Leonardo Gaciba (RS)
TV: O Sportv transmite o jogo ao vivo
Ingressos: A arquibancada custa R$ 15; mulheres, menores e estudantes pagam R$ 10; a cadeira simples é vendida a R$ 50 e a executiva, R$ 80

Atlético
Flávio; Alessandro, Rogério Corrêa , Igor e Fabiano; Douglas Silva, Cocito, Kleberson e Adriano; Kléber e Alex Mineiro

Técnico: Valdir Espinosa

Botafogo
Carlos Germano; Odvan, Romeu e Cléberson; Bruno, Galeano, Carlos Alberto, Esquerdinha (Camacho) e Léo Inácio; Ademílson (Dudu) e Lúcio
Técnico: Abel Braga

Fonte: Pelenet



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…