7 set 2002 - 13h13

Bom preparo físico é a arma do Atlético

É comum em partidas do Atlético escutar da boca dos torcedores ou simpatizantes que a equipe está correndo muito em campo. O maior responsável pela ótima condição física dos atletas e do alto rendimento do time ser o mesmo tanto da etapa inicial como na complementar é o preparador físico Solivan Dalla Vale.

Mesmo há pouco tempo no Atlético, o preparador foi contratado antes do início do Campeonato Brasileiro, Solivan já conseguiu implantar sua forma de trabalho no clube. São treinos diários sempre procurando salientar uma forma descontraída de realizar as tarefas.

“Eu procuro descontrair os atletas para que eles realizem o trabalho com satisfação. Desta forma o rendimento é maior”, explicou Solivan.

Mesmo com uma metodologia própria de conduzir a preparação física do elenco, Solivan não esquece de destacar o trabalho que encontrou quando chegou ao clube. Outro ponto importante no conceito do preparador que contribui facilitando os treinos é a estrutura disponível no Atlético.

“Quando eu chequei ao Atlético já existia toda uma programação em andamento. Eu cheguei para compor com o meu trabalho e o meu conhecimento. O Atlético sai na frente devido aos profissionais que aqui trabalham como o professor Antônio Carlos e aos quatro preparador físicos à disposição do elenco profissional. A estrutura disponível é outro ponto fundamental”, afirmou Solivan.

A melhor notícia para a torcida atleticana é que na opinião do preparador físico, os jogadores ainda não alcançaram o ápice do condicionamento. Segundo Solivan, quanto o Campeonato Brasileiro chegar na metade a equipe estará “voando” em campo.

“A preparação ainda está em andamento. Muita coisa será realizada e o elenco pode melhorar ainda mais. Nas próximas rodadas todos poderão observar que o rendimento do time vai aumentar”, concluiu Solivan.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…