18 set 2002 - 23h08

APRENDIZ DE TABAJARA

O Atlético poderia estar curtindo a vice-liderança isolada do Campeonato Brasileiro. Só que o time comandado por Valdir Espinosa perdeu, ridiculamente, para o limitado Gama por 3-1 em plena Arena da Baixada. Com 18 pontos, o Atlético agora é o sétimo colocado.

O Gama contava com a estréia do treinador Giba no comando da equipe. Ele estava sem clube até acertar com o time alviverde e substituiu a Hélio dos Anjos, que trocou a equipe pelo Paysandu.

O novo time de Giba começou com o pé direito na partida e, logo aos 7 minutos, abriu o placar. Dimba aproveitou a indecisão da defesa rubro-negra e bateu na saída do goleiro Adriano Basso.

O Atlético começou aos poucos a mostrar seu verdadeiro futebol e passou a dominar a partida por completo. Mesmo assim, o time não conseguia finalizar as jogadas.

Aos 20 minutos, o atacante Dagoberto, que jogou no lugar de Alex Mineiro, fez boa jogada individual, driblou dois jogadores e bateu para a bola passar muito perto do gol de Pitarelli.

Mas o time paranaense sentia a ausência do volante Cocito, que foi substituído por Rodrigo, e dava muitos espaços para o time candango armar contra-golpes.

De tanto bobear, o Atlético acabou sofrendo o segundo gol: Gérson completou um chute de Rafael e ampliou a vantagem para o time alviverde.

No restante da primeira etapa, o Atlético não conseguiu se reencontrar na partida e, salvo alguns lances criados individualmente por Dagoberto, não deu trabalho para o goleiro Pitarelli.

O time do treinador Valdir Espinosa voltou do intervalo com a mesma apatia do primeiro tempo. Os meias Kleberson e Adriano estavam sumidos e o time não conseguia crias oportunidades de gol para os atacantes.

Como o meio campo não funcionava, os atacantes resolveram criar as coisas sozinhos. A tática funcionou e o Atlético diminuiu a vantagem aos 24 minutos, com Kleber aproveitando boa jogada de Dagoberto e empurrando para o gol.

Quatro minutos mais tarde, o atacante Dimba invadiu a área sozinho e marcou mais um para o Gama, acabando com qualquer chance de reação dos atuais campeões brasileiros.

No restante da partida, a defesa brasiliense se defendeu como pôde e conseguiu garantir os primeiros três pontos com o comando de Giba.

Ficha Técnica

ATLÉTICO
Adriano Basso; Alessandro, Igor, Rogério Corrêa (Sílvio Criciúma) e Fabiano; Alan Bahia, Kleberson, Rodrigo (Rogério Souza) e Adriano; Kléber e Dagoberto
Técnico: Valdir Espinosa

GAMA
Pitarelli, Valdir (Jeferson), Gerson, Nen e Rochinha; Deda, Rafael, Jackson e Lindomar (Marquinhos); Paulo Nunes (Romualdo) e Dimba
Técnico: Giba

Local: Arena da Baixada, em Curitiba
Juiz: Leonardo Gaciba da Silva
Cartões amarelos: Kleberson (A) Rafael, Valdir, Gerson Pitarelli (G)
Gols: Dimba (2), Gerson, Kleber

Foto da capa: Valterci Santos / Gazeta do Povo
Fonte do destaque: UOL



Últimas Notícias

Opinião

Um Athletico! Uma vida!

E lá se vão 49 anos. Isso aí, 49! Ano do Furacão! E como vivi esse Athetico! E como estou vivendo, feliz e não menos…