18 set 2002 - 23h08

APRENDIZ DE TABAJARA

O Atlético poderia estar curtindo a vice-liderança isolada do Campeonato Brasileiro. Só que o time comandado por Valdir Espinosa perdeu, ridiculamente, para o limitado Gama por 3-1 em plena Arena da Baixada. Com 18 pontos, o Atlético agora é o sétimo colocado.

O Gama contava com a estréia do treinador Giba no comando da equipe. Ele estava sem clube até acertar com o time alviverde e substituiu a Hélio dos Anjos, que trocou a equipe pelo Paysandu.

O novo time de Giba começou com o pé direito na partida e, logo aos 7 minutos, abriu o placar. Dimba aproveitou a indecisão da defesa rubro-negra e bateu na saída do goleiro Adriano Basso.

O Atlético começou aos poucos a mostrar seu verdadeiro futebol e passou a dominar a partida por completo. Mesmo assim, o time não conseguia finalizar as jogadas.

Aos 20 minutos, o atacante Dagoberto, que jogou no lugar de Alex Mineiro, fez boa jogada individual, driblou dois jogadores e bateu para a bola passar muito perto do gol de Pitarelli.

Mas o time paranaense sentia a ausência do volante Cocito, que foi substituído por Rodrigo, e dava muitos espaços para o time candango armar contra-golpes.

De tanto bobear, o Atlético acabou sofrendo o segundo gol: Gérson completou um chute de Rafael e ampliou a vantagem para o time alviverde.

No restante da primeira etapa, o Atlético não conseguiu se reencontrar na partida e, salvo alguns lances criados individualmente por Dagoberto, não deu trabalho para o goleiro Pitarelli.

O time do treinador Valdir Espinosa voltou do intervalo com a mesma apatia do primeiro tempo. Os meias Kleberson e Adriano estavam sumidos e o time não conseguia crias oportunidades de gol para os atacantes.

Como o meio campo não funcionava, os atacantes resolveram criar as coisas sozinhos. A tática funcionou e o Atlético diminuiu a vantagem aos 24 minutos, com Kleber aproveitando boa jogada de Dagoberto e empurrando para o gol.

Quatro minutos mais tarde, o atacante Dimba invadiu a área sozinho e marcou mais um para o Gama, acabando com qualquer chance de reação dos atuais campeões brasileiros.

No restante da partida, a defesa brasiliense se defendeu como pôde e conseguiu garantir os primeiros três pontos com o comando de Giba.

Ficha Técnica

ATLÉTICO
Adriano Basso; Alessandro, Igor, Rogério Corrêa (Sílvio Criciúma) e Fabiano; Alan Bahia, Kleberson, Rodrigo (Rogério Souza) e Adriano; Kléber e Dagoberto
Técnico: Valdir Espinosa

GAMA
Pitarelli, Valdir (Jeferson), Gerson, Nen e Rochinha; Deda, Rafael, Jackson e Lindomar (Marquinhos); Paulo Nunes (Romualdo) e Dimba
Técnico: Giba

Local: Arena da Baixada, em Curitiba
Juiz: Leonardo Gaciba da Silva
Cartões amarelos: Kleberson (A) Rafael, Valdir, Gerson Pitarelli (G)
Gols: Dimba (2), Gerson, Kleber

Foto da capa: Valterci Santos / Gazeta do Povo
Fonte do destaque: UOL



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…