22 set 2002 - 9h44

Duelo entre Cocito e Kaká é adiado

Atlético e São Paulo se enfrentarão neste domingo, na Arena da Baixada, mas os torcedores não terão a oportunidade de rever o confronto entre o rubro-negro Cocito e o tricolor Kaká. A disputa entre os dois ficou marcada após o jogo entre Atlético e São Paulo pelas quartas-de-final do Campeonato Brasileiro de 2001.

O Atlético venceu por 2 a 1 e depois daquele jogo continuaria sua campanha vitoriosa para conquistar um inédito título nacional. Durante a partida, Cocito foi incumbido pelo técnico Geninho de marcar Kaká, então a grande revelação do time são-paulino. Depois de uma entrada dura do volante, o jovem craque sofreu uma contusão e teve de ser substuído por Leonardo.

As lágrimas de Kaká foram exibidas na televisão e causaram revolta na torcida tricolor e em vários jornalistas esportivos. “Quando eu sofri a falta, estava chorando porque deixava a equipe em um momento decisivo. Sabia que poderia ajudar a equipe, mas o tornozelo não deixava”, declarou Kaká à época, inocentando Cocito. “Não fiquei chateado com o Cocito. Tenho que aprender a me proteger”, previa ele.

Essa preocupação de Kaká em tentar evitar as ações agressivas dos marcadores talvez tenha sido responsável por evitar o segundo confronto entre ele e Cocito. Neste Brasileirão, Kaká já recebeu seis cartões amarelos e, contra o Atlético, cumprirá sua segunda suspensão automática. Boa parte dessas advertências foram fruto da reação do meio-campista às faltas por ele recebidas.

Já Cocito lamentou não ter podido voltar a encontrar o jogador, que depois viria a ser pentacampeão mundial com a Seleção Brasileira. Ainda no ano passado, o volante atleticano pediu desculpas a Kaká. “Marco forte, mas jogo sempre com lealdade”, explicou-se ele.

Fonte: Agência FutBrasil.com



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…