27 set 2002 - 18h12

LEMBRANÇAS DA FINAL

Quando o Atlético pisar no gramado da Arena da Baixada, neste sábado, às 16 horas, para enfrentar a equipe do São Caetano, inúmeras ótimas lembranças vão voltar à memória dos jogadores e torcedores rubro-negros. O confronto entre as duas equipes será uma reedição da final do Campeonato Brasileiro do ano passado quando o Furacão venceu os dois jogos e conquistou o título máximo do futebol brasileiro.

A partida também será um reencontro de velhos conhecidos atleticanos. O atual técnico do time paulista é Mário Sérgio Ponte de Paiva, responsável em comandar o Atlético nas dez primeiras rodadas da edição passada da competição. Ao seu lado no banco de reserva estará o auxiliar técnico Eudes Pedro, outro ex-integrante da comissão técnica rubro-negra.

Com tantos profissionais que um dia trabalharam no Atlético e hoje assumem posições no time adversário, o elenco atleticano está consciente que os conhecimentos sobre os jogadores adquiridos serão utilizados no jogo. Oito atletas titulares do Atlético foram comandados por Mário Sérgio que conhece bem as características de cada um.

“O Mário Sérgio é um treinador que já trabalhou no Atlético. Ele vai tentar anular de qualquer jeito os nossos melhores jogadores. Nós precisamos estar prontos para superar as dificuldades”, disse Alex Mineiro que começará a partida no banco de reservas.

O atual técnico do Atlético, Valdir Espinosa, prefere deixar de lado as informações que o adversário tem e pensar apenas no seu time. No último treino preparatório, uma péssima notícia impossibilitará que o treinador repita pela terceira vez consecutiva a mesma equipe. Uma lesão no pé direito é a responsável em deixar de fora do confronto o volante Cocito.

Mesmo assim, Espinosa espera que o Atlético repita as apresentações dois últimos dois compromissos quando empatou com o São Paulo e venceu o Fluminense. O jogo está sendo considerado como de vital propriedade, já que as duas equipes figuram entre os oito colocados e um derrota pode fazer com que um dos times deixe o grupo de elite.

“O jogo deve ser muito disputado e ao mesmo tempo bonito de ser assistido. Tanto o Atlético como o São Caetano estão entre os oito principais. As duas equipes vão entrar em campo para buscar se manter nessa posição. Eu espero que o Atlético consiga a vitória”, explicou Espinosa.

O time titular do Atlético para enfrentar o São Caetano será formado por Adriano Basso, Alessandro, Rogério Corrêa, Igor, Fabiano, Douglas Silva, Preto, Kleberson, Adriano, Kleber e Dagoberto.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…