5 out 2002 - 16h59

Empate sem graça

Goiás e Atlético empataram em 0 a 0, em partida realizada na tarde deste sábado no estádio Serra Dourada, em Goiânia. O resultado foi péssimo para o time da casa, que foi ultrpassado pelo Palmeiras, mas permanece na vice-lanterna do Brasileiro, agora à frente do Paysandu. Já o Atlético se manteve no grupo dos oito melhores classificados, mas pode ser ultrapassado neste domingo.

O primeiro tempo foi muito equilibrado. As duas equipes não apresentaram um bom futebol e o jogo ficou restrito à disputa no meio-campo. O Atlético, que estreava sob o comando do técnico Gilson Nunes, sofreu muito com os desfalques de Fabiano, Dagoberto e Kleberson. Para piorar, o time perdeu o goleiro Adriano Basso momentos antes do jogo, atingido por uma crise de cálculo renal. O jovem Cléber, terceiro goleiro do clube, começou jogando.

A melhor chance do rubro-negro ocorreu aos 25 minutos. Preto tocou para Alex Mineiro na esquerda da área. O atacante recebeu e chutou à esquerda de Harlei. O Goiás também só ameaçou em um chute de longa distância, desferido pelo lateral-direito Gustavo.

No intervalo do jogo, o técnico Nelsinho Baptista, do Goiás, sacou o lateral Zé Carlos e colocou o veterano Evair em campo. Com isso, Jefferson Feijão passou a jogar mais recuado. O início do segundo tempo foi dominado pelo Atlético, que não conseguiu marcar. O artilheiro Kléber, em má fase, desperdiçou vários lances, chutando sem direção.

Aos 30 minutos, o Goiás teve uma excelente oportunidade. Jefferson tabelou com Araújo, que invadiu a área e foi desarmado somente no último instante, pelo goleiro Cléber. Quatro minutos depois, foi a vez de Evair ficar em boas condições de marcar e ser desarmado pela zaga. Foi neste momento que o time da casa aumentou a pressão.

Aos 39, em um rápido contra-ataque, Alex Mineiro tocou para Adriano, que invadiu a área e também perdeu o momento para concluir, perdendo a bola para o zagueiro João Paulo. Aos 45, acabou a luz no estádio Serra Dourada. Apesar disso, o árbitro Wilson de Souza Mendonça deu seqüência aos dois minutos de acréscimo para, só então, encerrar a partida.

FICHA TÉCNICA

GOIÁS: Harlei; Gustavo, João Paulo, Fabão, André Cruz e Zé Carlos (Evair); Túlio (Thiago), Josué e Bismarck (Marcinho); Jefferson Feijão e Araújo. Técnico: Nelsinho Baptista.

ATLÉTICO: Cléber; Alessandro (David), Rogério Corrêa, Igor e Ivan; Douglas Ricardo (Gustavo), Alan Bahia, Preto (Reginaldo Vital) e Adriano; Kléber e Alex Mineiro. Técnico: Gilson Nunes.

Local: Serra Dourada, em Goiânia
Data: 5/9, sábado (16h00)
Cartões amarelos: David e Jefferson Feijão
Árbitro: Wilson de Souza Mendonça (PE)



Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…

Fala, Atleticano

Planejamento

Alguns equívocos sucederam a saída de Thiago Nunes da equipe principal, razão pela qual da queda brutal no desempenho em campo, este recuperado parcialmente para…