8 out 2002 - 15h01

Gilson Nunes será apresentado à torcida rubro-negra

Se o confronto contra o Goiás foi marcado pela estréia do técnico Gilson Nunes no comando do Atlético, a partida frente a Ponte Preta, nesta quarta-feira, às 20h30, será marcada pela apresentação do treinador para torcida atleticana. O jogo será o primeiro contato de Gilson com massa rubro-negra na Arena da Baixada.

A tarefa de voltar a vencer em casa, pois o rubro-negro não obteve o resultado positivo nos últimos três compromissos na Arena, e satisfazer os torcedores nas arquibancadas não será fácil. Se por um lado o treinador pode contar com a volta de Kleberson, Fabiano, Cocito, Flávio e Dagoberto, por outro perdeu o artilheiro do time no Campeonato Brasileiro.

O atacante Kleber não participou de nenhum dos dois treinos após o empate contra o Goiás. Uma contusão no adutor da coxa direita vai tirar o jogador pela primeira vez de uma partida do Nacional. Até o momento, apenas o zagueiro Igor e o atacante participaram dos 15 compromissos do Atlético.

Para piorar ainda mais a situação do setor ofensivo, o atacante Alex Mineiro também corre risco de desfalcar o time. O jogador não participou do último apronto antes do jogo em razão de uma contratura no reto abdominal. Segundo o médico do clube, Edilson Thielle, as chances de Alex estar em campo existem, mas somente no dia será tomada uma decisão.

Contornando os problemas, o técnico Gilson Nunes experimentou duas equipes no coletivo. A primeira contava com Reginaldo Vital no meio campo e Adriano como dupla de ataque com Dagoberto. Na segunda opção, Vital cedeu o colete para Jadilson, assim Adriano voltou para sua posição natural.

“Nós vamos aguardar uma posicionamento do DM. Sem o Alex, eu posso usar tanto o Reginaldo Vital como o Jadilson”, afirmou Gilson.

O provável time do Atlético que enfrenta a Ponte Preta será formado pelos jogadores Flávio, Alessandro, Rogério Corrêa, Igor, Fabiano, Cocito, Alan, Kleberson, Reginaldo Vital, Adriano e Dagoberto.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vamos, Ó Meu Furacão…

O Athletico vive situação delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. A equipe buscava reagir – eram oito jogos sem triunfos (três empates e cinco…

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…