9 out 2002 - 22h02

ATLÉTICO PERDE NOVAMENTE

A Ponte Preta derrotou o Atlético por 1 a 0 em jogo realizado na Arena da Baixada, na noite desta quarta-feira. Foi a primeira vitória da Macaca fora de casa neste Campeonato Brasileiro. Em compensação, foi a quarta partida do Atlético sem vencer em seus domínios. Para piorar, foi também a primeira derrota do time sob o comando do técnico Gilson Nunes, há menos de dez dias no cargo.

O jogo foi de baixa qualidade técnica e não se configurou em um bom espetáculo para a pequena torcida que foi ao estádio. Alguns torcedores da Ponte viajaram de Campinas a Curitiba para acompanhar o time e levaram faixas e bandeiras para representar a equipe.

O Atlético teve o maior domínio da bola, mas não conseguiu furar o bloqueio formado pelos três zagueiros do adversário. Sem contar com o artilheiro Kléber, o Furacão teve Alex Mineiro e Dagoberto pouco inspirados. Alex foi o atleta mais esforçado do time, mas pouco conseguiu produzir. Já Dagoberto se demonstrou muito nervoso e ameaçou somente em uma cabeçada no segundo tempo.

A grande chance do time da casa aconteceu aos 33 minutos do primeiro tempo. O lateral-esquerdo Fabiano invadiu a área pelo centro e recebeu falta da zaga. O árbitro Giuliano Bozzano, muito irritado durante todo o jogo, assinalou pênalti. Kleberson cobrou no pé da trave direita de Alexandre Negri.

A perda da penalidade máxima deixou os jogadores atleticanos com os nervos à flor da pele. Cada passe errado era recebido com gritos e vaias da torcida, que não vê seu time vencer na Arena desde o jogo contra o Botafogo.

No segundo tempo, a situação ficou ainda pior. O técnico Gilson Nunes ainda trocou o volante Alan Bahia pelo atacante Jadilson, mas foi pouco. Com Kleberson e Alessandro atuando muito mal, o Atlético pouco ameaçou. Em compensação, o técnico Vadão colocou Macedo e Adrianinho em campo, melhorando o rendimento ofensivo de seu time.

Foi justamente um dos substitutos que garantiu a vitória. Aos 34 minutos, Macedo aproveitou uma falha da zaga, invadiu a área pela ponta direita e chutou cruzado, quase sem ângulo, marcando o gol único do jogo. O goleiro Flávio deixou a bola passar por entre seu corpo e a trave. No final do jogo, os atleticanos deixaram o gramado de cabeça baixa, sob vaias. Já os ponte-pretanos se abraçaram e comemoram muito a primeira vitória fora de Campinas.

FICHA TÉCNICA

ATLÉTICO PARANAENSE: Flávio; Alessandro, Rogério Corrêa, Igor e Fabiano; Cocito, Alan Bahia (Jadilson), Kleberson e Adriano; Alex Mineiro e Dagoberto. Técnico: Gilson Nunes.

PONTE PRETA: Alexandre Negri; Luciano Baiano, Marinho, Rodrigo e Elivélton; Roberto, Humberto (Izaías), Alex Oliveira (Adrianinho) e Caíco; Hernani (Macedo) e Fabrício Carvalho. Técnico: Oswaldo Alvarez (Vadão).

Local: Arena da Baixada

Data: 9/10 (quarta), 20h30

Cartões amarelos: Rogério Corrêa, Cocito, Alexandre Negri, Izaías e Fabiano

Árbitro: Giuliano Bozzano (SC)



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…