13 out 2002 - 8h09

A LUSA VAI PAGAR O PATO?

2001. O Atlético passava por um momento delicado no Brasileirão, com cinco jogos sem vencer. A torcida reclamava do time e o técnico Mário Sérgio acabava de ser demitido. Pior: as declarações do ex-treinador insinuavam
que os atletas aproveitavam a noite curitibana e por isso não rendiam o suficiente dentro de campo.

Pronto! O caos estava formado. Foi neste contexto que o Rubro-Negro enfrentou a Portuguesa no dia 16 de setembro,
na Arena.

2002. O Atlético cai drasticamente na tabela de classificação – de 1º para 11º lugar, demite treinador, está há três jogos sem vencer, quatro jogos consecutivos sem ganhar dentro de casa e bateu o recorde de duas derrotas
consecutivas na Arena.

Pior: a mudança no comando técnico não surtiu o
efeito desejado e o novo treinador não conseguiu nenhuma vitória nos dois jogos que comandou o Rubro-Negro. O ataque não funciona, e há três jogos o time não marca gol. É nesse contexto que o Atlético enfrenta o Portuguesa,
domingo, no Canindé.

Coincidência ou não, a recuperação do Atlético neste Brasileiro pode vir justamente contra a Lusa. Em 2001, na estréia do técnico Geninho, o Furacão
venceu por 3 a 1 e iniciou uma fase de doze jogos invicto. Quem sabe os deuses do futebol não prepararam um replay para essa jogada? É o que espera toda nação atleticana.

PORTUGUESA X ATLÉTICO

PORTUGUESA
Bosco; Alex Xavier, Ageu e César; Ricardo Lopes (Jamir), Rocha, Alexandre Gaúcho e Júlio; Édson Araújo, Cleber e Alex Alves
Técnico: Edu Marangon

ATLÉTICO
Flávio; Alessandro, Gustavo, Igor e Fabiano; Alan Bahia, Preto (Douglas) Kleberson e Adriano; Alex Mineiro e Dagoberto
Técnico: Gilson Nunes

Data: 13/10
Local: Canindé
Horário: 16 horas
Arbitragem: Lourival Dias Lima Filho (BA)
Auxiliares: Belmiro da Silva (FIFA BA) e Alessandro Álvaro R. Matos (BA)

Reportagem: Patrícia Bahr



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…