16 out 2002 - 0h09

Semana do Atleticanismo

Não posso explicar quando realmente comecei a torcer pelo rubro-negro
paranaense, ou melhor, de todos os paranaenses, mas me parece que meu caso é
como o de milhares de torcedores atleticanos, está no sangue mesmo.

O
torcedor Atleticano diferencia-se pela vibração, pela euforia, pelo amor que
tem pelo seu time, por isso talvez seja uma torcida que cobra muito, pois
quando o rubro-negro perde parece que se forma um vazio dentro do peito.

Lembro da época em que ainda piá, dirigia-me para a velha baixada para
assistir um daqueles jogos do campeonato paranaense, com aquela carteirinha
da federação, não perdia uma partida.

Hoje vejo o meu furacão com a melhor estrutura do futebol brasileiro,
melhor estádio, um dos melhores CT, enfim o ATLÉTICO hoje é grande é o
CAMPEÃO BRASILEIRO, e isso ninguém vai nos tirar, campeão do melhor futebol
do mundo. Passamos por vários momentos difíceis, 2ºdivisão, da qual fomos
campeões, e chegamos ao título máximo do futebol brasileiro, superamos as
dificuldades e é exetamente isso que devemos fazer nesse momento em que vive
o rubro-negro, pois a vida não é feita só de vitórias e como atleticanos que
somos devemos apoiar os nossos jogadores e a nossa diretoria, pois tenho
certeza absoluta que eles querem o melhor para o ATLÉTICO.

Um abraço a toda a equipe da Furacao.com e parabéns pela iniciativa e pelo
carinho pelo nosso RUBRO-NEGRO.

Paulo Cesar da Silveira
Funcionário Público
Curitiba – PR
pcsll@ig.com.br

Participe da Semana do Atleticanismo. Envie o seu texto para equipe@furacao.com
com seus dados completos. Estamos esperando.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Freguês sempre volta…

O jogo de ontem na Baixada merecia torcida. Se não fosse a Pandemia, seguramente teríamos 30 mil pessoas na Arena. O Athetico jogou bem, principalmente…

Fala, Atleticano

O que será amanhã?

Vendo que o Athletico aguarda só o final do Campeonato Brasileiro.. Apesar de ter jogos ainda por realizar, a postura do time nas partidas, diz…

Fala, Atleticano

Acarajé pesado

Fomos para a Bahia, desfalcados enfrentar o time desesperado do Bahia, precisando ganhar para sair um pouco da “fila da Zona”… Fomos com LE improvisado,…