20 out 2002 - 18h50

Opinião: “pedido especial ao Senhor Alguém”

Matinhos, 20 de outubro de 2002.

A/C Senhor Alguém do Clube Atlético Paranaense

Moro em Curitiba, perto da Baixada. Passei o fim de semana em Matinhos, de onde estou escrevendo neste momento. Prometi não tocar no teclado para atualizar o site Furacao.com, o mais completo do Atlético Paranaense. Infelizmente não consegui. Tive que ficar em frente à tela do computador para lhe escrever.

Senhor Alguém. Faça alguma coisa. Ninguém está mais agüentando. E quando Ninguém não começa a agüentar, é porque a coisa está feia.

Por favor, Alguém. Diga para o Alessandro que ele não é mais cortador de cana, que ele não precisa mais tentar passar pelos jogadores com medo de se cortar com as folhas do canavial. Aproveite que vai estar com o jogador e diga-lhe para que não limpe mais a boca na camisa do Atlético. Parece que ele está limpando o cuspe. É nojento, Alguém.

Já que o senhor está lendo esta carta, vou fazer mais alguns pedidos: o Rogério Corrêa e o Cocito pensam que são craques. Não diga na frente de todo o elenco que eles não são. Vai que eles ficam magoados. Chame os dois na sua salinha – aquela que tem o seu nome pregado na porta no CT do Caju – e dê esse pé de ouvido. Fale também para o Alex Mineiro que ele não precisa tentar se esforçar. Todo mundo já viu que ele não quer nada com nada.

Aproveitando que o senhor vai estar perto do elenco, chame o Abel Braga. Sei que foram apenas 2 dias de trabalho e que não deu tempo de conhecer todo o time. Só que nem eu tinha ouvido falar no David.

Ah… senhor Alguém. Está difícil torcer para o Atlético. Vi na Furacao.com que teve a Semana do Atleticanismo. Foram mais de 100 participações com textos emocionantes de pessoas contando o porquê torcem pelo rubro-negro. É uma pena que os jogadores não leram. Por que, senhor Alguém?

Sabe, eu vou parando por aqui. Tenho que viajar, voltar para casa. Meu alívio é que o time não vai perder na quarta-feira. Só voltamos a jogar no sábado, contra os coxas, na Baixada. Confesso, Senhor Alguém, já estar com medo.

Com os protestos de estima e distingüa consideração,

Sérgio Tavares Filho
sergio@furacao.com

P.S.: último recado. Que Ninguém vá para a farra hoje. Outro Alguém pode estar espionando.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Erechim

A quase 400km de distância de Porto Alegre é onde reside a palavra “se”. Chegou por lá em 2004, vinda de qualquer outro canto do…

Fala, Atleticano

Freguês sempre volta…

O jogo de ontem na Baixada merecia torcida. Se não fosse a Pandemia, seguramente teríamos 30 mil pessoas na Arena. O Athetico jogou bem, principalmente…

Fala, Atleticano

O que será amanhã?

Vendo que o Athletico aguarda só o final do Campeonato Brasileiro.. Apesar de ter jogos ainda por realizar, a postura do time nas partidas, diz…