28 out 2002 - 7h27

Atletiba pode ser trampolim às quartas

Foram seis jogos sem vitória do Atlético Parananense no Campeonato Brasileiro, o que fez o time ficar próximo da zona de rebaixamento. O divisor de águas pode ter sido o clássico Atletiba de sábado, em que o Furacão quebrou o jejum e voltou a vencer.

Para os rubro-negros, o resultado positivo sobre o maior rival pode significar a arrancada para a classificação entre os oito melhores do Campeonato Brasileiro.

“Precisávamos desta vitória no clássico pra recuperar o moral do time. Agora vamos com tudo para estes últimos jogos, porque só nos interessam as vitórias”, afirmou o atacante Kleber, autor do gol da vitória na Arena da Baixada.

O técnico Abel Braga, que dirigiu a equipe pela segunda vez na competição, também acha que ganhar o Atletiba foi importante para a parte psicológica dos jogadores. No entanto, ele não quer uma euforia exagerada tomando conta dos atleticanos.

“O campeonato é muito curto. Claro que o resultado foi excepcional, pois nos trouxe a reabilitação na tabela e nos deu mais confiança, mas na quarta-feira já temos outra pedreira pela frente. A partir de agora precisamos nos concentrar nisso”, explicou.

O próximo desafio do Atlético será o Grêmio, em Porto Alegre. Abel lembrou que o Tricolor gaúcho vive uma situação semelhante à do Atlético.

“O Grêmio é um time que vem crescendo nos últimos jogos. Assim como o Atlético, ganhou um clássico e também está embalado. O fundamental é mantermos a mesma pegada que mostramos contra o Coritiba”, afirmou o treinador.

Depois de encarar o Grêmio, o Rubro-Negro enfrenta Atlético-MG e Paysandu em casa, vai até Belo Horizonte para pegar o Cruzeiro e termina sua participação recebendo o Juventude na Arena da Baixada.

Fonte: L! Sportpress



Últimas Notícias

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…