28 out 2002 - 9h33

Mais uma vez, a “correntinha”

Kléber é sempre Kléber. Nem mesmo quando marca o gol da vitória contra o arqui-rival, o “incendiário” deixa o campo sem criar polêmica.

O lance mais inusitado (se é que algo pode ser considerado inusitado quando Kléber está em campo) do Atletiba deste sábado aconteceu na segunda etapa, quando o Furacão já vencia por 1 a 0. O jogador David fez grande jogada pela esquerda, chegando à linha de fundo com a bola dominada. A zaga adversária recuou esperando um cruzamento, deixando Kléber praticamente livre na entrada da área. David percebeu o companheiro em boa posição e efetuou um passe preciso. Quando a bola chegou, porém, Kléber estava de costas, agachado, procurando sua correntinha que havia caído, para desespero do torcedor atleticano.

Fato semelhante acontecera em 2000, no jogo contra o Atlético-MG, em Belo Horizonte, pela Taça Libertadores da América, quando o artilheiro desperdiçou uma oportunidade pelo mesmo motivo: a procura pelo seu inseparável adereço.

O golaço deste sábado foi o seu 11º neste Brasileiro, e o segundo anotado pelo atacante em atletibas.



Últimas Notícias

Ao Sol e à Sombra

Erechim

A quase 400km de distância de Porto Alegre é onde reside a palavra “se”. Chegou por lá em 2004, vinda de qualquer outro canto do…

Fala, Atleticano

Freguês sempre volta…

O jogo de ontem na Baixada merecia torcida. Se não fosse a Pandemia, seguramente teríamos 30 mil pessoas na Arena. O Athetico jogou bem, principalmente…

Fala, Atleticano

O que será amanhã?

Vendo que o Athletico aguarda só o final do Campeonato Brasileiro.. Apesar de ter jogos ainda por realizar, a postura do time nas partidas, diz…