17 nov 2002 - 16h27

DESPEDIDA COM GOLEADA

O Atlético goleou o Juventude por 4 a 0 em jogo realizado na Arena da Baixada, na tarde deste domingo. Com isso, o atual campeão brasileiro encerrou sua participação no Brasileirão 2002 de forma honrosa, fazendo a alegria da pequena torcida que foi ao estádio.

O jogo foi praticamente para cumprir a tabela, já que valia apenas para definir a classificação final do Juventude, já classificado para o mata-mata. Por essa razão, o técnico Ricardo Gomes optou por escalar uma equipe praticamente reserva: somente 4 titulares participaram da partida.

No Atlético, só 5 titulares de Abel Braga começaram jogando, mas outros motivos: contusões e suspensões. O time da casa começou melhor e pressionou pela direita, com Reginaldo Vital caindo na ponta e fazendo vários cruzamentos. Mas com apenas um atacante (Alex Mineiro), o time não teve forças para marcar.

No segundo tempo, Abelão trocou Wellington Paulo por Jadilson e acertou o time. Foi do jovem atacante o primeiro gol, aos 20 minutos de jogo, completando um cruzamento da direita. Os jogadores gaúchos reclamaram muito da arbitragem, pedindo a marcação de impedimento do autor do gol.

Aos 27 minutos, Adriano sofreu pênalti. Alex Mineiro cobrou bem e ampliou o marcador, para a alegria do torcedor atleticano. Três minutos depois, Jadilson aproveitou um cruzamento de Evaldo pela esquerda e mandou para o fundo das redes. No finalzinho, o goleador Jadilson ainda marcou mais um, fechando a partida em 4 a 0.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…