9 dez 2002 - 9h40

Há um ano o Atlético classificava-se para a final

Estava escrito nas estrelas. O Furacão, exatamente no dia 09 de dezembro de 2001, vencia o Fluminense de virada por 3-2 e se classificava para a final do Brasileiro contra a equipe do São Caetano.

Assim como nas quartas-de-final, o Atlético teve uma chance logo no início da partida, inflamando a fanática torcida que mais uma vez lotava o Joaquim Américo. Com apenas 15 minutos de jogo, tanto o tricolor, com Roger, como o Atlético, com Alex Mineiro, já haviam carimbado as traves adversárias.

O Fluminense virou a primeira etapa na frente, com um gol de Magno Alves aos 44´. O revés não calou a torcida atleticana, que vibrou com o empate de Alex Mineiro, logo aos 4´da segunda etapa. O jogo seguiu quente e aos 23´, mais uma vez Alex virou o marcador.

O Furacão foi perdendo chances seguidas e num contra ataque, mais uma vez Magno Alves empatou, aos 29´. O técnico Geninho tirou Kléber, então apagado e pôs Ilan que acabou sendo muito útil. Alex Mineiro, aos 44´do 2º tempo, recebeu pela direita, na entrada da área e cortou para dentro. Ilan e Adriano se deslocaram, puxando a marcação, abrindo o espaço necessário para Alex, o herói do título, fazer seu 3º gol na partida e levar o Furacão para a tão sonhada final.

Momento marcante foi ver todo o time voltar dos vestiários, após o término da partida, para comemorar com a torcida, que não arredava o pé da Baixada, comemorando mais um triunfo.



Últimas Notícias

Copa do Brasil

Vamos, Ó Meu Furacão…

O Athletico vive situação delicada no Brasileirão, na zona de rebaixamento. A equipe buscava reagir – eram oito jogos sem triunfos (três empates e cinco…

Copa do Brasil

Em defesa do título

Pouco mais de um ano depois de levantar a taça da Copa do Brasil, o Athletico retorna à competição no confronto pelas oitavas de final,…