29 dez 2002 - 18h23

JULHO – AGOSTO – SETEMBRO



Retrospectiva


JULHO

O
mês de julho começou com Xaropinho fazendo a festa
em Curitiba após a conquista do título com a Seleção
no Japão . O jogador recebeu várias homenagens, inclusive do governador
Jaime Lerner.

No
dia 3 de julho, a Copa dos Campeões começou para o Atlético.
No seu grupo, em Fortaleza, estavam Flamengo, Goiás e São Caetano.
Foi um desastre total. O rubro-negro perdeu as três partidas e terminou
em útlimo lugar. Perdeu de 1 a 0 para o Flamengo,
2 a 1 para o São
Caetano
e 3 a 2 para o Goiás.
Para piorar, o canal Sportv havia garantido a transmissão da partida
contra o rubro-negro carioca, mas deixou os torcedores na mão.


Vexame na Copa dos Campeões

A
torcida já havia perdido a paciência com a equipe. Diversas reuniões
foram realizadas com os jogadores para tentar entender o que estava acontecendo.
Numa delas, Petraglia
desligou Riva do comando da equipe e logo em seguida o gaúcho Valdir
Espinosa
assumiu o comando do time para o Campeonato Brasileiro. Foi também
nesta época que alguns jogadores, como Adauto, Flávio Luís,
Donizete Amorim, Altair e Luisinho Netto deixaram
o Atlético.

Jogos
de julho:

Data
Horário
Equipe
Placar
Equipe
Estádio
Campeonato
20.07
15h30
Joinville
0
x 1
Atlético
Ernestão
Amistoso
13.07
18h15
Atlético
2
x 3
Goiás
Castelão
Copa
dos Campeões
06.07
16h
São
Caetano
2
x 1
Atlético
Castelão
Copa
dos Campeões
03.07
21h45
Flamengo
1
x 0
Atlético
Castelão
Copa
dos Campeões


AGOSTO

No
início de agosto foi, finalmente, realizado o jogo de entrega das faixas
do Campeão Brasileiro. O adversário não era o que a torcida
esperava, mas deu para o gasto.O Atlético bateu o Figueirense por 3 a
0. A diretoria atleticana não ficou satisfeita com a presença
de público, pois mesmo com o ingresso custando R$ 5,00 a torcida não
lotou a Baixada.


Torcida ficou na bronca no jogo das faixas

O
Campeonato Brasileiro não começou bem para o rubro-negro. Apesar
de sair na frente, a equipe perdeu de virada para o Guarani,
em Campinas. Mas a volta por cima aconteceu logo na partida seguinte, quando
o Furacão goleou o Bahia por 4
a 0
e voltou a empolgar a torcida.

Na
sequência, outros bons resultados. Vitória de 2 a 1 contra o Vasco
na Baixada, empate em 1 a 1 contra o Vitória
no Barradão e mais duas vitórias contra times paulistas. O Palmeiras
foi batido na Arena por 2 a 1 e o Corinthians,
com apoio da galera
rubro-negra, foi goleado pelo Furacão em pleno Pacaembu, com este resultado
o time atleticano assumiu a liderança do Brasileirão.

Na
partida contra o Corinthians, o lateral-esquerdo, Fabiano, marcou um golaço.
O jogador arrancou da intermediária, driblou 5 defensores paulistas e
fuzilou o gol de Doni. O gol foi eleito o mais bonito do mês de agosto
e como prêmio o lateral ganhou R$ 20 mil para gastar no cartão
Visa
Electron
.

Data
Horário
Equipe
Placar
Equipe
Estádio
Campeonato
31.08
16h
Corinthians
0
x 3
Atlético
Pacaembu
Brasileiro
28.08
20h30
Atlético
1
x 0
Palmeiras
Baixada
Brasileiro
21.08
20h30
Vitória
1
x 1
Atlético
Barradão
Brasileiro
17.08
16h
Atlético
2
x 1
Vasco
Baixada
Brasileiro
14.08
21h40
Atlético
4
x 0
Bahia
Baixada
Brasileiro
11.08
16h
Guarani
2
x 1
Atlético
Brinco
de Ouro
Brasileiro
04.08
15h30
Atlético
3
x 0
Figueirense
Baixada
Amistoso


SETEMBRO

O
Furacão começou o mês de setembro com tudo. Com a vitória
de 2 a 0 sobre o Botafogo,
na Baixada, o rubro-negro assumiu a liderança isolada do Campeonato Brasileiro.
Foi neste jogo que o jovem Dagoberto marcou o gol mais estranho de sua carreira.
Ao substituir Alex Mineiro, o atacante aproveitou o erro na cobrança
de falta do Botafogo e arrancou em direção ao gol de Carlos Germano.
Foram necessários apenas 14 segundos para Dagoberto marcar um incrível
gol.

Na
partida seguinte, contra o Santos, o Atlético perdeu uma grande chance
de vencer o futuro campeão
brasileiro
. Depois de ter saído na frente, o volante Douglas foi
expulso e acabou prejudicando o time atleticano. Mesmo com um a menos, o Furacão
continuou mandando na partida e chegou a estar vencendo por 2 a 1. Mas, para
azar da torcida rubro-negra, o Santos chegou ao empate e quase virou a partida
no final. Só não virou porque Adriano Basso defendeu o pênalti
cobrado por Diego.

A
partir da partida contra o Flamengo, o futebol do Furacão começou
a despencer. Perdeu para o fraco Flamengo
por 3 a 2 no Maracanã, empatou com o Paraná
Clube
em 2 a 2 no Couto Pereira, num jogo que poderia ser facilmente vencido,
não fosse a falta de empenho de alguns jogadores.

O
técnico Valdir Espinosa tentou contornar a situação com
os jogadores, mas de nada adiantou, os atletas conseguiram realizar a façanha
de perder para o Gama
em casa por 3 a 1. Na partida contra o São Paulo, a equipe esboçou
uma reação, mas deixou escapar a vitória nos minutos
finais
, quando Ricardinho, em cobrança de falta, decretou o placar
de 1 a 1 na Arena da Baixada.

O
Atlético só voltou a vencer no dia 25 de setembro, quando bateu
seu maior
freguês
em Campeonatos Brasileiros: o Fluminense. Adriano marcou o
gol da vitória no começo do segundo tempo e amenizou a crise na
Baixada.

Mas
a fase de resultados ruins não tinha acabado. O São
Caetano
, do técnico Mário Sérgio, veio à Baixada
e se vingou da final de 2001 vencendo o Furacão por 1 a 0. Depois desse
resultado, o treinador Valdir
Espinosa
foi demitido do Atlético.


Torcida não teve paciência com Valdir
Espinosa

Logo
em seguida a diretoria rubro-negra trouxe o desconhecido Gilson
Nunes
para o comando do Furacão. Este seria o quarto técnico
do Atlético em 2002 e que não iria durar muito tempo no comando.

Jogos
de setembro:

Data
Horário
Equipe
Placar
Equipe
Estádio
Campeonato
28.09
16h
Atlético
0
x 1
São
Caetano
Baixada
Brasileiro
25.09
20h30
Fluminense
0
x 1
Atlético
Maracanã
Brasileiro
22.09
16h
Atlético
1
x 1
São
Paulo
Baixada
Brasileiro
18.09
20h30
Atlético
1
x 3
Gama
Baixada
Brasileiro
14.09
16h
Paraná
2
x 2
Atlético
Couto
Pereira
Brasileiro
11.09
20h30
Flamengo
3
x 2
Atlético
Maracanã
Brasileiro
08.09
16h
Santos
2
x 2
Atlético
Vila
Belmiro
Brasileiro
04.09
20h30
Atlético
2
x 0
Botafogo
Baixada
Brasileiro





Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Novo “Timoneiro”

Sim.. Estava na cara.. Eduardo Barros, apesar de muito promissor e ser Sim, um nome para treinar a equipe rubro negra.. Ainda estava “Cru” e…