21 jan 2003 - 10h34

Opinião: “Valeu a Pena”

O jogo terminou perto da 01h30 da manhã, mas valeu a pena.

Já no primeiro tempo, a equipe Sub-20 da Seleção Brasileira abriu o marcador, com Felipe Mello cobrando falta sofrida pelo atleticano Jean. Os garotos davam show em campo e a transmissão do SBT dava um show de mediocridade. Nunca ouvi um narrador tão horrível: uma dicção que lembra o grande Mazarópi interpretando Jeca Tatu e insistentes chavões como “o famoso” isso, “o famoso” aquilo, desafiavam a paciência do torcedor. Ainda mais quando, já no segundo tempo, o lateral Daniel fez um gol contra e o dito narrador, não sei se por ingenuidade ou por sarcasmo mesmo, incrementou sua tranmissão com expressões tipo “ele estava livre na área”, “ao menos ele fez com estilo!” ou “o Brasil marcou dois gols, a Colômbia nenhum!”… O jogo continuou, e o locutor parecia fazer questão de mostrar ao telespectador que a transmissão era por “tubo”: a cada close da câmera ele lia em voz alta o nome do atleta inscrito na camisa, e, a cada aparição da torcida, exclamava o essencial “aí a torcida brasileira!”.

O telespectador já devia estar questionando se a decisão de continuar acordado era certa quando Jean, mais uma vez, sofreu falta. Dagoberto – que abusou da individualidade na partida – cobrou na medida para Willian desempatar. Aí foi só sufoco: a Colômbia pressionando, o cantor (!) Léo Jaime desferindo seus comentários precisos, como “eu cantei a pedra do gol do Willian!”, uma moça (nada de machismo, mas creio que esta comentarista foi remanejada do programa Ana Maria Braga) se responsabilizando por não deixar a qualidade da transmissão subir e Zetti constrangido de fazer parte do espetáculo…

Até que, perto do final do tempo regulamentar, os colombianos aproveitaram a bobeada da zaga brasileira e empataram. Pronto, era tudo que o torcedor precisava pra ir dormir com a cabeça inchada. Mas antes que houvesse tempo de dar um chute na televisão e xingar o SBT, Jean arrancou determinado pela esquerda, aos 47 minutos de jogo, e mandou um tirambaço maravilhoso no ângulo, devolvendo a vitória ao Brasil!

Foi por pouco. Foi sofrido. Mas, graças a Jean, valeu a pena. Espero que a torcida atleticana tenha paciência para deixar o futebol do garoto fluir no Furacão como está fluindo na Seleção, sem cobrar que ele já se torne um novo Fabiano. Qualidade não lhe falta.

Ricardo Campelo
colunas@furacao.com



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Próximo treinador

Apenas para manifestar minha preocupação com relação à notícia publicada no decorrer da semana dando conta de possível interesse do Athletico na contratação de Roger…