15 fev 2003 - 15h30

GOL DE PLACA SALVADOR

O Atlético voltou a vencer e deu o primeiro passo para afastar a crise. A primeira vítima foi a Portuguesa Londrinense, derrotada por 1 a 0 em pleno estádio VGD.

O Atlético começou dominando a partida, mas a superioridade não se transformou em gols. A equipe ameaçou apenas em chutes de longa distância de Fabrício, que atuou como ala-esquerda.

A melhor chance da primeira etapa ocorreu aos 30 minutos. William pegou um rebote da zaga, invadiu a área e foi derrubado pelo goleiro Claudinei. Ilan cobrou mal o pênalti e Claudinei fez a defesa.

No final da primeira etapa, o goleiro Diego interceptou um ataque da Lusinha segurando a bola com as mãos fora da grande área. Foi expulso pela arbitragem e Lio Evaristo foi obrigado a sacar William para colocar o goleiro reserva Cléber.

No segundo tempo, as coisas mudaram para o Furacão. Mesmo com um a menos, o time criou melhores chances de gol. Aos 15 minutos, Ilan recebeu a bola na intermediária e avançou em direção ao gol. Driblou quatro zagueiros, o goleiro e tocou para o fundo das redes com um leve toque, marcando um golaço de placa.

Cinco minutos mais tarde, Fabrício fez uma boa jogada pela ponta-esquerda e cruzou para a área. Dagoberto, livre, cabeceou a bola no travessão, perdendo a melhor chance rubro-negra na segunda etapa.

Depois, o técnico Lio ainda colocou os jovens Grilo e Rodrigão, sacando Ilan e Cocito, ambos cansados. No final do jogo, a equipe chegou a ser ameaçada e teve de se segurar para não sofrer o empate.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…