26 fev 2003 - 20h59

ADEUS TETRACAMPEONATO

O time tem problemas. Não dá pra esconder. Quando os atacantes não conseguem acertar o pé, quando os laterais não conseguem apoiar com freqüência e quando o meio-campo inexiste e o time adversário consegue marcar com precisão os nossos melhores valores, alguma coisa está errada. O time do Atlético tornou-se mais previsível do que alegria de palhaço.

Com o empate de 0-0 contra o Londrina, o Atlético despediu-se, melancolicamente, da disputa do tetracampeonato estadual. Nem mesmo o técnico Vadão, que dirigiu o time pela segunda vez, foi capaz de reverter a falta de vontade dos jogadores. Dagoberto, Ilan e Kleberson foram os que menos correram no VGD. Melhor para o Londrina, dirigido por Roberto Fernandes, que vai enfrentar o Coritiba no sábado.

O Tubarão foi melhor durante toda a partida. No primeiro tempo o Atlético até que subiu algumas vezes para o ataque, mas com o time mais bem postado dentro de campo, foram do time do interior as melhores chances. O goleiro Diego, que ainda não venceu nenhuma partida com a camisa do Atlético, fez duas excelentes defesas, impedindo uma vantagem maior do Londrina.

Adriano quase marcou no fim da primeira etapa, mas Marcelo defendeu com precisão. Já no segundo tempo, Vadão partiu para o tudo ou nada. Sacou Daniel e colocou Rodriguinho. A alteração não teve o efeito esperado, já que a zaga londrinense permanecia bem postada. Os ataques do Atlético eram sempre parados por Luis Henrique ou Jamur.

Na metade do tempo final, Vadão fez as duas últimas substituições: entrou Leomar, estreante da noite, no lugar de Rogério Corrêa, contundido, e Jadílson substituiu Dagoberto, que não fez nada durante a partida e saiu vaiado.

E nada do gol sair… nem mesmo os cinco minutos de acréscimos do árbitro e a expulsão de Fabinho foram capazes de ajudar o rubro-negro. A incapacidade de nossos atacantes parece não ter fim. E lá se foi mais uma competição. E lá se foi o tetracampeonato.

LONDRINA 0 x 0 ATLÉTICO

Londrina: Marcelo; Dé, Marcão e Márcio Alan (Germano); Jamur, Rocha, Dário, Valdeir e Fabinho; Paraguaio e Marcelo Silva (Negretti) (Márcio Santos)
Técnico: Roberto Fernandes

Atlético: Diego, Daniel (Rodriguinho), Igor e Rogério Correa (Leomar); Alessandro, Cocito, Kléberson, Adriano e Fabrício; Ilan e Dagoberto
Técnico: Oswaldo Alvarez

Data: 26/02/2003
Local: VGD, em Londrina
Arbitro: Marcos Tadeu Mafra
Cartão amarelo: Rocha, Cocito, Daniel, Paraguaio, Igor, Dário, Ilan, Kléberson e Germano
Expulsão: Fabinho



Últimas Notícias

Opinião

Céu e inferno

Qual a semelhança entre Casemiro Mior, Flávio Lopes, Heriberto da Cunha, Ricardo Drubscky, Leandro Ávila e Fabiano Soares? E entre Geninho, Antonio Lopes, Paulo Cesar…