19 mar 2003 - 22h02

DERROTA VERGONHOSA

Os jogadores do Atlético envergonharam a torcida e permitiram que o time fosse derrotado por 3 a 2 pelo Sport na noite desta quarta-feira, na Arena da Baixada. O time pernambucano, que mostrou ser bem armado pelo técnico Hélio dos Anjos, chegou a estar vencendo por 3 a 0 e quase eliminou o Furacão logo no primeiro confronto. Foi a primeira derrota de Oswaldo Alvarez desde que retornou ao Atlético.

Logo aos 6 minutos de jogo, Fernando César tocou para Nildo, que recebeu livre dentro da área e tocou por debaixo das pernas do goleiro Diego. Dez minutos depois, Cléber arriscou um chute de fora da área e enganou o goleiro Diego, que não alcançou a bola.

A torcida, que havia apoiado o time mesmo após o primeiro gol, perdeu a paciência. Passou a vaiar o time, especialmente o zagueiro Daniel, que falhou bizarramente e permitiu o segundo tento pernambucano.

Totalmente dominado, o Atlético não conseguia criar boas chances de ataque, uma vez que Adriano foi bem marcado pelos adversários. Sem o craque do time, os outros atletas pouco produziram. Fabrício esteve apagado uma vez mais, irritando ainda mais os rubro-negros.

Aos 33 minutos, o ápice da atuação vergonhosa: Gaúcho cobrou falta e Diego espalmou nos pés de Valdir Papel, que marcou o terceiro gol.

Para o segundo tempo, Vadão sacou Paulo Santos e Daniel e colocou Dagoberto e Rodriguinho. Os dois entraram bem, principalmente o segundo. Foi ele um dos responsáveis pela boa reação do time no segundo tempo. Aos 15 minutos, Alessandro cruzou bem e Ilan cabeceou para o gol. A bola bateu na trave antes de entrar. Empolgado, o Furacão foi para cima e marcou mais um aos 18: Fabrício cruzou da esquerda e Ilan meteu de cabeça, incendiando a Baixada.

Em seu melhor momento na partida, o Atlético foi totalmente empurrado pela torcida, que passou a cantar e a incentivar sua equipe. Foram criadas chances para o empate, mas Igor, Adriano e Ilan perderam a oportunidade de igualar o marcador.

Destaque negativo para a arbitragem do paulista Cléber Wellignton Abade, pouco convicto nas suas marcações e omisso ao não expulsar o violento lateral-esquerdo Juninho Goiano.

FICHA TÉCNICA


ATLÉTICO: Diego; Daniel (Rodriguinho), Igor e Rogério Corrêa; Alessandro, Cocito, Fabrício (Fabinho), Adriano e Ivan; Ilan e Paulo Santos (Dagoberto). Técnico: Vadão.

SPORT: Maizena; Carlinhos, Gaúcho, Marcão e Juninho Goiano; Ataliba, Fernando César, Cléber e Nildo; Valdir Papel e Adriano Chuva (Everson). Técnico: Hélio dos Anjos.

Local: Arena da Baixada, em Curitiba

Árbitro: Cleber Wellington Abade (SP)

Cartões amarelos: Juninho Goiano (S), Fernando César (S), Ivan (A) e Nildo (S)

Gols: Nildo, aos 6min, Cléber, aos 19min, e Valdir Papel, aos 24min do primeiro tempo; Ilan, aos 15 e 18min do segundo tempo.



Últimas Notícias

Torcida

Colecionadores da nossa paixão

Para alguns torcedores atleticanos, não basta apenas vestir a camisa por amor. É preciso guardar algumas, centenas delas num acervo particular, em coleções prá lá…

Torcida

As histórias por trás dos acervos

Cada colecionador é, de certa forma, guardião de um pedaço da história do clube. E cada coleção também acaba criando sua própria história. Nenhuma nasce,…