6 abr 2003 - 17h54

Atuação vergonhosa

O Paraná goleou o Atlético pro 3 a 0 em jogo realizado na tarde deste domingo no estádio Pinheirão. Em uma tarde negra para o rubro-negro, o tricolor soube aproveitar a apatia dos atleticanos e construiu um ótimo resultado. O vexame poderia ter sido ainda maior, mas o goleiro Diego defendeu um pênalti no final e evitou uma goleada ainda maior.

O jogo marcou a estréia do goleiro Flávio com a camisa do Paraná, depois de quase sete anos defendendo o Furacão. A partida começou movimentada e os goleiros tiveram muito trabalho. O Atlético deu o primeiro chute a gol aos 4 minutos, quando Fabrício cobrou falta de longe e Flávio fez ótima defesa.

Depois do susto inicial, o Paraná assumiu o controle da partida e quase abriu o placar aos 8, quando Renaldo cruzou rasteiro e Marquinhos furou. A zaga atleticana errou na marcação.

O time tricolor abriu o placar dois minutos mais tarde: Renaldo driblou Igor e Leomar com um só toque e rolou para Fernandinho bater no ângulo de Diego. O Atlético respondeu com uma cobrança de falta de Dagoberto, que passou perto da trave de Flávio.

O atacante Renaldo marcou o segundo gol aos 22 minutos, aproveitando um cruzamento de Fabinho. Novamente, a zaga atleticana falhou feio e deixou Renaldo livre para marcar. Com este gol, o Atlético desabou. As melhores chances voltaram a ocorrer somente nas cobranças de falta, mas nunca houve uma pressão sobre a meta paranista.

Aos 7 minutos do segundo tempo, Marquinhos recebeu de Renaldo e tocou na saída de Diego, fazendo o terceiro gol paranista. Aos 12, Milton acertou um chute no travessão, quase marcando o quarto.

No último lance da partida, Fernandinho foi derrubado por Diego dentro da área e o árbitro Paulo César de Oliveira marcou o pênalti. Diego foi muito bem na bola e defendeu seu segundo pênalti neste Brasileirão.

Com base na reportagem da MBPress

2º Rodada – (06/04) – Paraná 3 x 0 Atlético – Pinheirão
A: Paulo César de Oliveira (SP); CA: Fernando Miguel, Ageu, Marquinhos, Igor, Adriano e Diego; CV: Éverton; G: Fernandinho, aos 10 e Renaldo, aos 22 do 1°; Marquinhos, aos 7 do 2°.

PARANÁ: Flávio; Milton, Cristiano Ávalos (Sandro Blum), Ageu e Fabinho; Goiano, Fernando Miguel (César Romero), Fernandinho e Marquinhos; Renaldo (Everton) e Caio. T: Cuca.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro, Igor, Rogério Corrêa e Ivan; Leomar (Luciano Santos), Rodriguinho, Fabrício (Fabinho) e Adriano; Ilan (Fernandinho) e Dagoberto. T: Vadão.


Últimas Notícias

Opinião

E lá se vão 6 anos

O tempo passa. Completamos hoje 6 anos de Nikão no Athletico. Há exatos 6 anos recebíamos Maycon Vinicius Ferreira da Cruz, conhecido como Nikão. Quando…

Ao Sol e à Sombra

Caju

Dizem que onde o goleiro pisa, nunca mais cresce a grama. Mas no estádio Joaquim Américo, mesmo agora, com o gramado sintético, a grama é…

Fala, Atleticano

Pandemia x Pandético

Infelizmente em 2020 tivemos que conviver com esta pandemia, isolando jogadores e torcida, mas como reflexão sabemos que a cada dia que passa esta situação…

Fala, Atleticano

Planejamento

Alguns equívocos sucederam a saída de Thiago Nunes da equipe principal, razão pela qual da queda brutal no desempenho em campo, este recuperado parcialmente para…