22 abr 2003 - 11h07

Opinião: "Quer dançar?"

A foto ilustrava o zagueiro Rogério Corrêa, com o pé na altura de sua própria cabeça, parecendo um bailarino para alcançar a bola. A nota da foto ainda dizia que “ Rogério saiu com dores musculares (levantando o pé dessa forma…), mas cumpriu a missão de anular, com jeitinho, o craque inimigo – que era Anaílson”. Eu queria esse Rogério de volta no meu time.

Outras frases transcritas da Revista Placar, edição nº 1211, de 28 de dezembro de 2001.

“Gustavo literalmente segura Magrão. Garra foi tanta que até Kleber deu carrinho em Adãozinho e Flávio voou entre Dininho e Serginho.”

Dentro de campo, o ex-presidente e eminência parda do Atlético, Mário Celso Petraglia contava vantagem: “ Em 1995, quando fomos campeões brasileiros (da segunda divisão), quiseram pôr uma estrela prateada na camisa. Mas eu não deixei! Eu disse ` A grandeza do Atlético só virá com a de ouro, porque esse é nosso lugar.´” Perguntar não ofende Presidente: o que faz aquela coisa cinza em nossa camisa hoje em dia?

Nem dizia após o jogo : “ Quando eu cheguei, disse que daria um título nacional para essa torcida. Eu cumpri.” Beberrão, falastrão, mas fazia. Temos líder agora?

A garra atleticana estava nas travas da chuteira de Gustavo e no corte no rosto de Alessandro; a alegria, no aparelho da boca de Kleberson. Essa parte é bastante interessante, igualzinho hoje em dia.

Kleberson esteve em todos os lados do campo: marcou Adãozinho, armou as jogadas, bateu faltas, escanteios, com os dois pés…. Foi o cérebro do time. Por que o Atlético não contrata esse tal de Kléberson, pelo jeito o cara joga muito mesmo!

Para finalizar:

“ O Atlético, decididamente, conquistou um lugar de destaque no futebol brasileiro – e também está disposto a mantê-lo, tanto que a diretoria não pretende negociar nenhum de seus astros.” Não, essa não é de 2001, é da Revista Placar, edição 677 de 1983, quando o Furacão surpreendeu o país, sendo o 3º lugar naquele Brasileiro.

Será que teremos que esperar os mesmos 18 anos para comemorar algo relevante na história do Furacão? Ou a Diretoria pretende ser bicampeã brasileira ano que vem, quando o Atlético completará 80 anos? Bi Campeão Brasileiro, da segunda divisão pelo jeito!

Juarez Villela Filho
colunas@furacao.com



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Freguês sempre volta…

O jogo de ontem na Baixada merecia torcida. Se não fosse a Pandemia, seguramente teríamos 30 mil pessoas na Arena. O Athetico jogou bem, principalmente…

Fala, Atleticano

O que será amanhã?

Vendo que o Athletico aguarda só o final do Campeonato Brasileiro.. Apesar de ter jogos ainda por realizar, a postura do time nas partidas, diz…

Fala, Atleticano

Acarajé pesado

Fomos para a Bahia, desfalcados enfrentar o time desesperado do Bahia, precisando ganhar para sair um pouco da “fila da Zona”… Fomos com LE improvisado,…