17 maio 2003 - 18h44

Atlético tenta derrubar o vice-líder

O Atlético aposta no retrospecto para obter um bom resultado diante do Internacional, no jogo entre as duas equipes deste domingo, às 16 horas. O Furacão não perde para o Internacional no estádio Beira-Rio há 12 anos (ou oito jogos). O último jogo entre os times em Porto Alegre terminou em vitória rubro-negra por 3 a 2.

No entanto, para conquistar uma vitória neste domingo o time do técnico Oswaldo Alvarez terá de quebrar outro tabu: o de não vencer jogos fora de casa no Brasileiro desde o confronto contra o Fluminense, no ano passado. Aliás, desde que Vadão assumiu o comando da equipe, o Atlético ainda não obteve uma vitória fora de Curitiba.

Segundo o próprio técnico, esse dado não é preocupante. A psicóloga Kátia Garcia conversou com os atletas durante a semana e buscou tirar a pressão que porventura pudesse abater o grupo. A intenção é fazer com que a vitória venha naturalmente e que a ansiedade para conseguir o primeiro triunfo fora da Baixada não atrapalhe o time.

Aparentemente, ao menos, o time está tranqüilo. Um dos aspectos positivos é a manutenção de 10 dos 11 titulares que enfrentaram outro gaúcho, o Juventude, na semana passada. Apenas o lateral-direito Alessandro não começará jogando, pois recebeu seu terceiro cartão amarelo no Brasileirão. O jovem David, de 21 anos, será seu substituto e garante que está preparado para encarar mais de 30 mil torcedores colorados no Beira-Rio.

“A chance é boa de mostrar as minhas qualidades para o técnico Vadão. Eu quero ajudar o Atlético a manter a boa fase e subir na tabela”, afirma David, que garante que fará uma forte marcação no seu setor, impedindo os avanços de Edu Silva, o lateral-esquerdo do Inter.

Diego e Capone

Se depender de apoio de seus companheiros, David não terá dificuldades para cumprir sua promessa. Ao seu lado, no sistema defensivo do time, estarão dois jogadores muito experientes em termos de futebol gaúcho: o goleiro Diego e o zagueiro Capone (foto). Os dois atuaram pelo Juventude e enfrentaram o Inter por diversas vezes.

Será a primeira vez que os dois voltarão a jogar no Rio Grande do Sul desde que deixaram a equipe de Caxias do Sul. Diego saiu do estado há poucos meses, quando foi contratado pelo Atlético. Já o zagueiro Capone trocou o Rio Grande pela Turquia e ainda passou pelo Corinthians antes de acertar com o rubro-negro.

Diego terá um gostinho especial ao enfrentar o colorado. É que ele está esperando um confronto contra o Inter desde o dia 3 de fevereiro. Na época, ele ainda defendia o Juventude e estava escalado para o jogo entre os dois times, na abertura do Campeonato Gaúcho. Porém, sua contratação pelo Furacão dias antes do jogo acabou tirando-o da partida.

Foi o próprio goleiro quem pediu para não jogar. “Ficou acertado que eu ainda jogaria contra o Inter, mas eu disse para a direção que não tinha sentido, se já havia sido negociado com o Atlético”, explicou ele em entrevista à Furacao.com. Agora, três meses depois, Diego finalmente terá a chance de praticar suas defesas no Beira-Rio.

Internacional

Se o Atlético tenta manter a boa fase, o Internacional pensa em não perder a vice-liderança da competição, posição que ocupa com 18 pontos. O técnico Muricy Ramalho trabalhou exaustivamente durante a semana e exigiu de seus jogadores uma postura mais ofensiva, algo que ficou faltando na derrota para o Guarani no último final de semana.

Desse modo, ele resolveu dar uma chance para o garoto Nilmar, que finalmente começará jogando uma partida neste Brasileiro. Ele já marcou três gols e é um dos artilheiros do time no campeonato, mas havia ficado sempre no banco de reservas. Nilmar voltará a formar dupla de ataque com Diego, seu companheiro nos Juniores do Inter.

Os dois terão a importante ajuda de Daniel Carvalho, companheiro de ataque de Dagoberto na Seleção Brasileira Sub-20. Daniel vinha jogando no ataque, mas será recuado para deixar o time com maior poder de fogo. Será dele a responsabilidade de municiar o ataque, ao lado de outro garoto: o meia Cleiton Xavier, outro integrante da Seleção Sub-20.

A zaga do Inter contará com um jogador que já vestiu a camisa rubro-negra: o grandalhão Wilson, campeão paranaense em 1998. Depois de ter jogado vários anos no São Paulo, Wilson foi negociado com o futebol gaúcho e se firmou como titular do time. Resta saber se terá pique para parar Dagoberto e Ilan. A torcida atleticana torce para que não.

9º Rodada – (17/05) – Internacional x Atlético – Beira-Rio
A: Salvio Spindola Filho (SP); H: 16h00; T: Net (ppv) e Rádio CBN (90.1 FM).

INTERNACIONAL: Clêmer; Gavilán, Wilson, Fernando Cardozo e Edu Silva; Sangaletti, Claiton, Cleiton Xaxier e Daniel Carvalho; Nilmar e Diego. T: Muricy Ramalho.

ATLÉTICO: Diego; David, Capone, Rogério Corrêa e Ivan; Leomar, Luciano Santos, Kleberson e Adriano; Ilan e Dagoberto. T: Vadão.


Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Insanidade

Louva-se o posicionamento do CAP em relação à atitude insana, egoísta e manipuladora do Flamengo, que chegou ao ponto de utilizar-se da peste alcançar seus…