18 maio 2003 - 16h56

Atlético garante empate contra o Inter

O Atlético conseguiu um empate em 1 a 1 com o Internacional, vice-líder do Campeonato Brasileiro, na tarde deste domingo. O resultado manteve um tabu de 12 anos sem vitórias do Inter sobre o Atlético em Porto Alegre.

O primeiro tempo começou equilibrado. O Inter tinha mais posse de bola, mas o Atlético estava firme na defesa e não dava espaços. Logo aos 6 minutos, Ilan fez boa jogada. Ele voltou para buscar jogo no meio-campo, tabelou com Dagoberto e foi derrubado na entrada da área pelo zagueiro Fernando Cardozo, que foi advertido com um cartão amarelo.

Dagoberto cobrou a falta com perfeição. Antes de entrar, a bola ainda tocou na trave esquerda de Clêmer, que nada pôde fazer. O comentarista Ruy Carlos Ostermann, da Rádio Gaúcha, de Porto Alegre, definiu bem o lance: “Uma cobrança magnífica. Uma cobrança de primeiríssima ordem. Não há culpa do Clêmer, só méritos do Dagoberto”.

O Inter respondeu aos 12 minutos. Gavilán tentou cruzar da direita, mas a bola saiu muito fechada e quase enganou Diego, que teve de se esticar para tocar para escanteio. Quatro minutos depois, Daniel Carvalho driblou Capone na ponta direita, invadiu a área em velocidade, mas chutou fraco de direita, para outra boa defesa de Diego.

Aos 20, Nilmar passou por David, invadiu a área, mas acabou desarmado por Rogério Corrêa. Dois minutos mais tarde, o Inter fez sua melhor jogada: Edu Silva cruzou da equerda, Diego ajeitou de cabeça e Daniel Carvalho concluiu, mas a zaga atleticana colocou para escanteio.

O Inter aumentava a pressão e o gol de empate não tardou a sair. Aos 27 minutos, Adriano foi desarmado no meio-campo pelo volante Claiton, que rapidamente acionou Nilmar no ataque. O jovem centroavante deixou para Daniel Carvalho e correu para a área. Daniel lançou Diego na ponta-esquerda, que cruzou para o centro da área. Nilmar, livre, tocou no canto esquerdo de Diego, igualando o placar.

O Atlético só voltou a ameaçar aos 30 minutos, quando Ilan foi derrubado na entrada da área por Wilson, que também levou o amarelo. Dagoberto cobrou falta, mas desta vez buscou o outro lado do gol de Clêmer, chutando para fora. Aos 34, Cleiton Xavier entrou livre na área atleticana, mas perdeu a chance de bater para o gol e acabou desperdiçando boa chance para desempatar.

O Inter voltou com tudo no início do segundo tempo e dominou os primeiros dez minutos. Logo aos 2 minutos, Nilmar aproveitou cruzamento da direita e subiu livre, mas cabeceou para fora. Aos 4, o mesmo Nilmar fez linda jogada, driblando Capone e Leomar, mas bateu por cima do travessão. Aos 7, novamente Nilmar teve boa chance em um chute de fora da área, mas conseguiu somente o escanteio.

Refeito do susto dos primeiros minutos, o Atlético conseguiu equilibrar e passou a tocar bola no campo de ataque. Em um desses lances, o time quase sofreu o gol. Depois de cobrança de escanteio, a bola sobrou para Dagoberto no meio-campo, mas ele perdeu uma disputa e o Inter puxou rápido contra-ataque. Diego chutou de fora da área para linda defesa do goleiro Diego. No rebote, Daniel Carvalho chutou novamente, mas Diego fez firme defesa.

Um minuto depois, Claiton cruzou da direita e Nilmar bateu de virada, por cima do travessão. Aos 20, o Atlético ameaçou com Luciano Santos, que driblou vários adversários, mas acabou desarmado por Wilson, na entrada da área. O Inter respondeu com um chute de fora da área de Gavilán, que Diego espalmou para escanteio. Outra boa chance colorada ocorreu com Edu Silva, que aos 23 minutos invadiu a área atleticana, mas chutou fraco e Diego ficou com a bola.

Insatisfeito com o empate, o técnico Muricy Ramalho fez duas substituições aos 30 minutos: sacou Daniel Carvalho e Diego e colocou em campo Júnior e Jéfferson Feijão. Logo em seguida, Vadão trocou Dagoberto por Ricardinho, tentando dar novo fôlego ao ataque atleticano.

Aos 39 minutos, Cleiton Xavier cobrou falta da intermediária, a bola desviou em Jéfferson Feijão e quase enganou Diego, que, no reflexo, tocou para escanteio. No minuto seguinte, Ricardinho fez boa jogada, driblou um zagueiro e chutou de fora da área, mas a bola tocou nas costas de Ilan e foi para fora.

Aos 41, foi a vez de Vadão fazer duas substituições: tirou Adriano e Ilan e colocou Fabrício e Fernando. O Inter teve ótima chance de desempatar aos 44, quando Jéfferson Feijão invadiu a área pela esquerda e chutou muito forte, obrigando Diego a fazer mais uma grande defesa. Aos 46, Ricardinho driblou Gavilán na ponta-esquerda e cruzou para a área, mas não havia nenhum atleticano para completar.

Fotos: ZH.

9º Rodada – (18/05) – Internacional 1 x 1 Atlético – Beira-Rio
A: Sálvio Spíndola Filho (SP); CA: Fernando Cardozo, Rogério Corrêa, Wilson, Sangaletti; G: Dagoberto, aos 7 e Nilmar, aos 27 do 1º; P: 13.386; R: R$ 125.115,00.

INTERNACIONAL: Clêmer; Gavilán, Wilson, Fernando Cardozo e Edu Silva; Sangaletti, Claiton, Cleiton Xavier e Daniel Carvalho (Júnior); Diego (Jéfferson Feijão) e Nilmar. T: Muricy Ramalho.

ATLÉTICO: Diego; David, Capone, Rogério Corrêa e Ivan; Leomar, Luciano Santos, Kleberson e Adriano (Fabrício); Ilan (Fernando) e Dagoberto (Ricardinho). T: Vadão.


Últimas Notícias

Camisa preta edição especial.

Opinião

Viva a revolução!

Eu sou corneta. Confesso! Se o time vai mal, sou o primeiro a reclamar. Se o time vai bem, tem que melhorar. Se ganhou de…

Notícias

A evolução do Athletico

É inegável a evolução do rubro-negro. Desde a mudança no comando técnico, o Furacão vem evoluindo a cada jogo. Atualmente acumula quatro vitórias consecutivas. Além…