25 maio 2003 - 17h31

Furacão goleia o Fla na Arena

O Atlético goleou o Flamengo, semifinalista da Copa do Brasil, por 4 a 1 na tarde deste domingo na Arena da Baixada, em Curitiba. A torcida atleticana lotou o estádio – foram mais de 29 mil presentes – e empurrou seu time para a vitória. Os próprios flamenguistas admitiram que a pressão adversária influenciou o resultado.

Com a vitória, o Furacão subiu para 14 pontos e entrou no grupo dos dez melhores colocados, ultrapassando o próprio Flamengo. O resultado manteve um tabu e quebrou outro: o Atlético continua sem perder para o Fla na Baixada desde 1947 e interrompeu uma série de invencibilidade de 9 partidas do rubro-negro carioca.

Logo no início do jogo, o time da casa já deu mostras de como seria o jogo. Aos 12 minutos, Alessandro recebeu na ponta-direita e chutou cruzado. A tentativa do lateral não funcionou, mas a bola chegou no pé de Ilan, que dominou, ajeitou e tocou no canto esquerdo de Júlio César, abrindo o marcador. Delírio atleticano para mais um gol de Ilan no Brasileirão.

O Flamengo sentiu o golpe e abriu espaço. Apenas cinco minutos depois, Kleberson fez excelente jogada pela direita. Deu um drible da vaca em Athirson, levou para o fungo e cruzou perfeitamente para Dagoberto. O atacante tocou de primeira para Ilan, livre, marcar o segundo gol do jogo.

Apesar da vantagem no marcador, o Atlético diminuiu o ritmo e o Flamengo chegou a ser melhor nos minutos finais da primeira etapa. À exceção de um chute de fora da área de Ivan, o Atlético não teve outras chances para ampliar. O Fla quase descontou aos 42 minutos. Jean recebeu livre dentro da área e tentou tocar no canto de Diego, mas o goleiro atleticano fez uma defesa espetacular.

Segundo tempo

O início da segunda etapa também não foi bom para o Atlético. O Flamengo voltou com o atacante Fernando Baiano no lugar do volante Fabiano Eller e criou várias chances para descontar. Desconcertada, a defesa do Atlético não conseguiu impedir o avanço flamenguista.

O gol não tardou a sair. Aos 5 minutos, Fernando Baiano recebeu passe de Luciano Baiano e mandou para o fundo das redes, sem defesa para Diego. Um minuto depois, Fábio Baiano chutou cruzado, mas a bola acertou a rede pelo lado de fora, assustando a torcida atleticana.

O lance decisivo aconteceu aos 12 minutos. Adriano recebeu na entrada da área e mandou uma bomba no ângulo superior direito de Júlio César, marcando um golaço e fazendo explodir a Baixada. Porém, o craque foi expulso no lance seguida, depois de receber uma falta de Valdson – que também foi expulso – e ter reclamado.

Aos 22, Ilan recebeu passe na intermediária, carregou para dentro da área, driblou o zagueiro e bateu cruzado, deslocando Júlio César e marcando o quarto gol rubro-negro. Depois, o Fla teve mais um jogador expulso: Edilson, que cometeu falta violenta por trás em Luciano Santos.

Aos 35, o árbitro ainda expulsou o lateral-esquerdo Athirson e o zagueiro Capone. O jogador flamenguista agrediu Capone, que foi expulso injustamente e deixou o campo com o nariz sangrando.

10º Rodada – (25/05) – Atlético 4 x 1 Flamengo – Arena da Baixada
A: Luciano Augusto Almeida (DF); CA: Alessandro e André Bahia; CV: Váldson, Adriano, Athirson, Capone e Edilson; G: Ilan, aos 12 e aos 17 do 1°; Fernando Baiano, aos 5, Adriano, aos 12 e Ilan, aos 22 do 2°; P: 27.058; R: R$ 335.289,00.

ATLÉTICO: Diego; Alessandro, Capone, Rogério Corrêa e Ivan; Leomar, Luciano Santos (Fabrício), Kleberson e Adriano; Ilan (Igor) e Dagoberto (Ricardinho). T: Vadão.

FLAMENGO: Júlio César; Luciano Baiano, André Bahia, Váldson e Athirson; Fabinho, Fabiano Eller (Fernando Baiano), Fábio Baiano (Jônatas) e Igor; Edilson e Jean (Zé Carlos). T: Nelsinho Baptista.


Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…