27 maio 2003 - 8h52

Reviravolta: Washington deve ir embora

O atacante Washington não deve ser contratado pelo Atlético para a disputa do Campeonato Brasileiro. O jogador não foi aprovado nos exames médicos que realizou há duas semanas numa clínica cardiológica de Curitiba.

Washington sofreu uma cirurgia no coração no dia 27 de novembro de 2002 (até então estava atuando pela equipe do Fenerbahçe, da Turquia). Uma junta médica que avaliou o atacante disse que Washington passou por uma angioplastia no fim do ano passado e o implante de stent foi satisfatório. Porém, os médicos reputaram que seria um risco colocá-lo em campo. De acordo com o telejornal Bom Dia Paraná, da Rede Paranaense de Comunicação, o período de recuperação do jogador seria de seis meses.

Contratação

No início de abril o atacante chegou ao Atlético como a grande contratação da temporada. Só que, para assinar com o Furacão, Washington teria que ser submetido a uma bateria de testes para a avaliação cardíaca.

Os médicos Costantino Costantini e Paulo Brofman (dois dos mais renomados na área cardíaca) foram chamados para auxiliar o médico atleticano Edílson Thiele, a fim de verificar a possibilidade de o atacante voltar a jogar futebol profissionalmente.

O laudo saiu na noite de ontem e o resultado não foi satisfatório. O clube ainda não se pronunciou oficialmente sobre o caso, mas é quase certo que o ex-artiheiro do Paraná Clube, Ponte Preta e Seleção Brasileira, não fique em Curitiba.

Segundo o jornal Gazeta do Povo, o presidente Mário Celso Petraglia conversará com Washington e oferecerá ao atacante a possibilidade de continuar treinando no CT do Caju por mais seis meses, período em que permaneceria a ser avaliado pelos médicos. Resta saber se o jogador e seu procurador, Gilmar Rinaldi, aceitarão a proposta.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…