28 maio 2003 - 18h48

Vadão escolhe Fabrício

O meia Fabrício foi o escolhido. O técnico Oswaldo Alvarez havia anunciado no começo da semana que três atletas estavam disputando a vaga do titular Adriano para o jogo contra o Fluminense. Como Gabiru foi expulso e terá de cumprir a suspensão automática, ficará de fora de um jogo deste Brasileiro pela segunda vez.

Da outra vez que Adriano não pôde jogar, contra o Cruzeiro, a solução adotada por Vadão foi mais drástica: ele alterou o esquema para o 3-5-2. Assim, foram escalados Juliano, Capone e Tiago para formar a zaga e o meio-campo ficou com um jogador a menos.

Como agora o esquema foi definido e será o 4-4-2, Vadão havia revelado que Fabrício, Fernando e Rodriguinho estavam disputando uma vaga no time. Fabrício e Rodriguinho chegaram a ser titulares nos dois primeiros jogos do time no Brasileiro, contra Grêmio e Paraná. Fabrício ainda começou jogando contra o Atlético Mineiro e entrou no segundo tempo do jogo contra o Inter e contra o Flamengo.

Torcida queria Fernando

As más atuações de Fabrício pelo Atlético no ano passado ainda não foram esquecidas pelo torcedor atleticano. Apesar de suas boas aparições em 2003, ainda há um receio em relação ao seu futebol. Pode-se afirmar que o rubro-negro ainda não confia plenamente em Fabrício. Sabe que se trata de um bom jogador, mas não tem certeza se pode contar com ele em qualquer ocasião.

Prova disso é o resultado da pesquisa promovida pela Furacao.com nesta quarta-feira. O site perguntou quem deveria ser o substituto de Adriano. Fernando e Rodriguinho tiveram cerca de 40%, enquanto que Fabrício voi escolhido por apenas 20% dos torcedores.

Cabe agora a ele provar que os torcedores estão equivocados. “Eu estava esperando essa oportunidade”, disse ele, lembrando que seu estilo de jogo é diferente do de Adriano, mas que procurará ser tão eficiente para o time quanto o Gabiru.

Leão de treino

A escolha de Vadão se deu principalmente em função do treinamento coletivo realizado nesta quarta-feira à tarde no CT do Caju. O jogador foi um dos destaques, mostrando grande disposição e inclusive auxiliando na marcação, algo que havia sido solicitado pelo treinador.

“O Fabricio treinou muito bem”, resumiu o técnico atleticano, confirmando sua escolha. Fernando e Rodriguinho ficarão no banco de reservas. A outra mudança do time titular será a presença de Igor no lugar de Capone, também suspenso.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…