16 jun 2003 - 19h46

Colunistas: Patricia Bahr analisa o time

A jornalista Patricia Bahr analisa o time do Atlético na derrota contra o Coritiba e faz um parâmetro com o passado rubro-negro:

“Talvez, nos tempos das vacas magras, muito mais interessados em seus carrões importados e nas festas mais badaladas da cidade, nossos jogadores estavam centrados em fazer do Atlético o melhor time do planeta. Eles não eram funcionários do clube (que trabalham durante a semana e recebem no final do mês). Os jogadores eram, acima de tudo, torcedores do Atlético. Por isso, a identificação do time com a torcida, que a cada dia crescia mais e mais e levava a fama de fanática.”

Clique aqui para ler o texto na íntegra.



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Freguês sempre volta…

O jogo de ontem na Baixada merecia torcida. Se não fosse a Pandemia, seguramente teríamos 30 mil pessoas na Arena. O Athetico jogou bem, principalmente…

Fala, Atleticano

O que será amanhã?

Vendo que o Athletico aguarda só o final do Campeonato Brasileiro.. Apesar de ter jogos ainda por realizar, a postura do time nas partidas, diz…

Fala, Atleticano

Acarajé pesado

Fomos para a Bahia, desfalcados enfrentar o time desesperado do Bahia, precisando ganhar para sair um pouco da “fila da Zona”… Fomos com LE improvisado,…