17 jun 2003 - 11h36

Opinião: “Acorda, Atlético”

Sou daqueles que não gostam de perder sequer par ou impar, muito menos um Atletiba. Em momento algum neste ano, o presidente Petraglia nos enganou. Não prometeu títulos, nem término da Baixada e nos pediu paciência, muita paciência pois 2003 seria um ano de laboratório para o Atlético. Não nego a “trégua” que tentamos dar ao time.

Mas perder como perdemos este último Atletiba, dói na alma. Como bem frisado pelos comentaristas Rogério Andrade e Ricardo Campelo, nosso time se encolheu dentro das 4 linhas frente nosso maior e mais tradicional rival. A facilidade era tanta, que os jogadores deles deviam achar estranho. Quando a esmola é demais, o Santo desconfia, por isso o alviverde nem se aventurou tanto ao ataque como poderia ter feito.

O caso é justamente esse. O time está enfraquecido e parece que está tudo bem. Vadão teve a audácia (que lhe fez falta durante a partida) de dizer após o jogo que a culpa foi do árbitro. Rogério disse que o placar foi injusto e Rodrigo achou que a equipe comportou-se bem. São cegos ou querem enganar quem?

O Atlético foi incapaz de dar um mísero chute a gol durante todo o clássico. Perdemos 90% das disputas de bolas aéreas e divididas no meio campo. Talvez só acordem, ou queiram ver a realidade quando notarem que estamos há tempo sem pontuar, pois pegar Santos em casa, Vitória fora e Corinthians em casa, com essa letargia e acomodação, vai ser duro.

Perder faz parte do jogo, mas que o time ao menos tente a vitória. No jogo contra o Paraná, Vadão disse que um time entrou para jogar e outro para vencer. Pena que essa história se repete a cada 15 dias e ele não faz nada para mudar.

Juarez Villela Filho
Colunista da Furacao.com
colunas@furacao.com



Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Próximo treinador

Apenas para manifestar minha preocupação com relação à notícia publicada no decorrer da semana dando conta de possível interesse do Athletico na contratação de Roger…