3 jul 2003 - 10h09

Traçando metas no CT do Caju

Ontem foi dia de reunião no CT do Caju. O técnico Oswaldo Alvarez cancelou o treinamento que seria realizado pela manhã e trabalhou física e taticamente com os jogadores à tarde. Ele aproveitou o dia também para unir o elenco em torno de um objetivo: encerrar o primeiro turno do Campeonato Brasileiro entre os oito melhores colocados.

“Nós traçamos um objetivo ao grupo, que é a gente tentar dar uma arrancada nesse final de turno”, declarou Vadão para a reportagem da Tribuna do Paraná. Os jogadores entenderam o recado e prometeram ao técnico um empenho extra nos próximos jogos.

Atualmente o Atlético ocupa a 18° colocação, com 17 pontos. O time tem mais nove jogos a disputar neste turno (cinco na Arena da Baixada e quatro fora). Segundo os estatísticos, o rubro-negro precisaria chegar entre 34 e 37 pontos para garantir sua classificação no grupo dos oito melhores ao final deste turno.

Missão impossível? Não para Vadão. O time precisará buscar de 17 a 20 pontos dos 27 que estarão em jogo nas próximas nove partidas. Ou seja, serão necessárias seis vitórias em nove jogos. Considerando a boa campanha do Furacão em casa, pode-se fazer o cálculo da seguinte maneira: vencer todos os jogos na Arena e buscar pelo menos dois empates fora de casa (ou uma vitória, o que seria ainda melhor).

“Nós vamos começar uma seqüência boa de jogos. Muitos dos adversários estão na frente na tabela e os resultados positivos serão fundamentais para as perspectivas dentro da competição”, falou Vadão ao Jornal do Estado.

O primeiro desafio começa já no domingo, contra o forte Corinthians. Uma vitória pode alavancar o Projeto G-8 de Vadão.



Últimas Notícias

Libertadores

É bom rever você, Walter!

Foram necessários apenas oito minutos em campo contra o Jorge Wilstermann e um único chute a gol para uma história ser coroada com choro, abraços…