11 jul 2003 - 16h05

Com a força da torcida

O time atleticano continua na sua maratona de jogos de julho e tentará quebrar um tabu de dois anos sem vencer o Goiás amanhã (sábado) na Arena da Baixada. Para isso, contará com a presença da torcida atleticana, que mantém a melhor média de público no Paraná.

A equipe goiana está na lanterna do Campeonato Brasileiro com apenas 10 pontos, mas segundo os jogadores e o técnico atleticano a partida não será nem um pouco fácil.

“Será um jogo ainda mais difícil. Se nós analisarmos a partida pela tabela será um grave erro. A consciência de que o Goiás é um adversário complicado de ser batido é necessária para se conquistar um resultado positivo”, esclareceu Vadão.

Se vencer o Goiás, o Furacão poderá até figurar entre os dez primeiros colocados do Brasileirão. Tudo dependerá da combinação de resultados nas outras partidas. Mas o rubro-negro tem uma vantagem em relação aos seus concorrentes mais próximos: tem uma partida a menos.

Por isso a motivação entre os jogadores é grande, já que prometeram ao técnico Vadão estar entre os oito primeiros colocados no final da maratona, que será contra o Grêmio. Apesar de não poder contar com Rogério Corrêa e Adriano, a equipe titular terá o retorno de Alessandro (foto) e Capone.

A maior dúvida na formação do onze que começa jogando é Kleberson. Alguns boatos dizem que o Xaropinho só não está jogando devida à provável transferência para o Manchester United e não por estar fortemente gripado.

No lado adversário, o técnico Cuca terá quatro desfalques. O zagueiro Renato, o volante Josué e o meia Danilo receberam o terceiro cartão amarelo e cumprirão a suspensão automática diante do rubro-negro. Já o volante Simão foi expulso e também ficará de fora do confronto.

18ª Rodada – (12/07) – Atlético x Goiás – Arena da Baixada
A: Paulo Henrique Bezerra (SC) H: 16h

ATLÉTICO: Diego; Alessandro, Capone, Igor e Ivan; Leomar, Luciano Santos, Rodriguinho e Jadson; Dagoberto e Ilan T: Vadão.

GOIÁS: Rodrigo Calaça; Gustavo, Fabão, João Paulo e Leandro Smith; Tiago, Marabá, Gil Baiano e Auecione; Dimba e Araújo T: Cuca.


Últimas Notícias

Fala, Atleticano

Time voando baixo

Foi um “Passeio”, o time comandado por Eduardo Barros, deu aula… Os meninos Christian e Erick, comando meio de campo, Wellington o “maestro” regendo a…

Opinião

Libertadores, estamos aqui

Do alto da nossa sétima participação na Copa Libertadores da América, temos que reconhecer que já temos muita história para contar: da primeira participação, via…